Em mercados / acoes-e-indices

PagSeguro, do UOL, levanta US$ 2,3 bilhões em IPO em Nova York

A empresa vendeu ações a US$ 21,50 cada, valor que supera a faixa indicativa de preço de US$ 17,50 a US$ 20,50 prevista no prospecto da oferta

Cartão Cartões Crédito

(Bloomberg) -- PagSeguro Digital, empresa de meios de pagamentos pertencente ao UOL, levantou cerca de US$ 2,27 bi em sua oferta pública inicial de ações na Bolsa de Nova York, de acordo com informações compiladas pela Bloomberg.

A empresa vendeu ações a US$ 21,50 cada, valor que supera a faixa indicativa de preço de US$ 17,50 a US$ 20,50 prevista no prospecto da oferta, uma vez que a demanda ficou acima da expectativa dos bancos coordenadores.

A oferta é a maior para uma empresa brasileira desde a que a BB Seguridade (BBSE3) abriu capital na bolsa brasileira em 2011, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. O IPO é o na Bolsa de Nova York desde o IPO da Snap em março de 2017.

 Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear


UOL, do grupo Folha, vendeu parte de sua fatia na companhia. A PagSeguro é uma credenciadora de pagamentos que tem como foco micro-empreendedores em meio a indústria altamente concentrada em grandes bancos. Transações com cartões de débito e crédito no Brasil totalizaram R$ 1.2 tri nos 12 meses encerrados em setembro, de acordo com os dados mais recentes da associação do setor. Volume foi 7% acima do registrado no mesmo período do ano passado.

Empresas de meios de pagamento como Cielo, Rede e GetNet pertencentes ao Bradesco, Banco do Brasil, Itaú e Santander Brasil respondem por mais de 3 quartos da indústria. PagSeguro detém 3% da fatia de mercado, mas volume de transações tem crescido 167% por ano, segundo analistas do UBS Frederic De Mariz e Philip Finch em nota de 17/jan.

Goldman Sachs e Morgan Stanley foram os líderes da oferta, com Itaú BBA, BofA, Bradesco BBI, Credit Suisse, Deutsche Bank e JP Morgan também participando da operação.

 

Contato