EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / acoes-e-indices

Reação imediata: principal ETF brasileiro cai após S&P cortar rating do Brasil

Por se tratar das principais ações do índice, este ativo se torna um bom indicador do que esperar do mercado na sessão de amanhã

Ações

SÃO PAULO - O principal ETF (Exchange Traded Fund) brasileiro, o EWZ iShares MSCI Brazil Capped, que representa os papéis com maior peso no Ibovespa, caiu forte no after market em Nova York após a agência de classificação de risco Standard & Poor's cortar o rating do Brasil de 'BB' para 'BB-'.

A queda era de 0,70% às 20h06 (horário de Brasília), após o ETF fechar em alta de 1,87% no pregão regular desta quinta-feira (11). Por se tratar das principais ações do índice, este ativo se torna um bom indicador do que esperar do mercado na sessão de amanhã.

A agência colocou a perspectiva do rating em "estável", o que significa que a nota não deve sofrer novos rebaixamentos nos próximos meses. A justificativa para a perspectiva é por conta da solidez do balanço de pagamentos e a flexibilidade e credibilidade das políticas monetária e cambial, que estão compensando, em parte, a fraqueza fiscal.

Apesar de reconhecer os avanços do governo, a S&P diz que o Brasil fez "um progresso menor que o esperado em aprovar legislações significativas para corrigir a derrapagem das contas públicas e os níveis de endividamento crescentes".

Contato