Em mercados / acoes-e-indices

Bolsa tem volume financeiro recorde em 2017 - mas o giro das 571 ações não ultrapassa o do Facebook

Embora a B3 tenha mostrado um crescimento expressivo em volume financeiro este ano quando comparado com 2016 (16,95%), um levantamento da Economatica mostra o quão distante o mercado brasileiro ainda está em relação ao americano 

B3
(Divulgação)

SÃO PAULO - A B3 teve volume financeiro recorde em 2017, segundo levantamento da Economatica. O giro financeiro médio diário da Bolsa este ano até o dia 11 de dezembro foi de R$ 7,64 bilhões - o melhor número da história. Antes desse, o maior valor em amostras nominais (sem ajustes de inflação) foi no ano de 2013 com R$ 6,58 bilhões por dia. Mas, enquanto naquele ano, o Ibovespa caiu 15,50%, ficando na lanterna na lista de 48 países, este ano, o índice acumula até agora alta de 23,11%, depois de ter marcado no começo de outubro sua máxima histórica aos 78.024 pontos.

Já em crescimento percentual, o volume financeiro movimentado na B3 avançou 16,95% este ano contra 2016, o melhor desempenho desde 2010, quando o giro da Bolsa expandiu 21,54% em relação a 2009. 

Ajustado pelo IPCA, o volume financeiro médio diário da Bolsa em 2017 é de R$ 7,73 bilhões, superior ao de 2016 em 12,97%. O maior valor negociado na B3 em valores ajustados pelo IPCA foi no ano de 2010, quando foram negociados R$ 8,91 bilhões por dia.

Crescemos, mas....
Apesar do volume recorde este ano, o levantamento joga luz sobre um outro fator bem importante: embora o mercado brasileiro - que concentra o volume das bolsas latinas - tenha expandido, ele ainda está muito distante do americano. 

O volume financeiro médio do mercado brasileiro - que considera 571 ações listadas na B3 - em 2017 ficou abaixo do registrado somente com as ações do Facebook no mesmo período. Enquanto todas as ações brasileiras giraram, em média, US$ 2,4 bilhões por dia, os papéis do Facebook movimentaram diariamente US$ 2,6 bilhões. 

Comparando o volume das bolsas latinas - Brasil, México, Chile, Colômbia, Argentina e Peru - com o volume de negociação das empresas dos Estados Unidos, o giro financeiro de todos esses seis mercados em 2017 é inferior ao movimentado somente pela Amazon. Enquanto esses mercados movimentaram US$ 2,99 bilhões no período, as ações da Amazon giraram US$ 3,4 bilhões, em média, por dia, valor bem superior ao dos mercados latinos.

Vale menção que o Brasil concentra a maior parte desses recursos, ficando atrás México (US$ 366,67 milhões), Chile (US$ 126,16 milhões), Colômbia (US$ 46,16 milhões), Argentina (US$ 29,08 milhões) e Peru (US$ 22,08 milhões).

As ações brasileiras mais negociadas
Entre as ações com o maior volume financeiro diário este ano, lideram o ranking a Petrobras PN (R$ 564,2 milhões), Itaú Unibanco (R$ 416,3 milhões), Vale ON (R$ 348,7 milhões), Bradesco PN (R$ 309,2 milhões) e Ambev (R$ 244,5 milhões), respectivamente. Confira abaixo: 

Dos segmentos mais representativos, os bancos registraram o maior volume de negociação no mercado em 2017, com R$ 1,24 bilhão ou 16,15% do total da B3. 

Os 20 segmentos com maior volume financeiro em 2017 representam 77,92% do total da Bolsa. Já os cinco segmentos com maior volume representam 43,62% do total.

Veja a lista abaixo:

 

Contato