Em mercados / acoes-e-indices

Realização à vista: Ibovespa confirma padrão de baixa e mira os 72 mil pontos

Porém, índice ainda tem pela frente dois suportes importantes pelo gráfico diário

Ações

SÃO PAULO - Com a queda neste pregão após "vitória" do governo no leilão da Cemig (veja mais aqui), o Ibovespa deixou para trás os 74.196 pontos e confirmou um OCO (Ombro-Cabeça-Ombro) pelo gráfico de 60 minutos, padrão de reversão de baixa que pode abrir caminho para uma correção mais forte nos próximos dias e ofereceu uma oportunidade de venda para os traders mais arrojados, já que trata-se de uma operação contra a tendência principal de alta. Mas antes disso, o mercado tem dois suportes importantes para deixar para trás e que podem frear o ímpeto da realização: i) média móvel exponencial de 21 dias e; ii) LTA (Linha de Tendência de Alta) de curto prazo.

Como o índice ainda está em tendência de alta no curto prazo e vem de uma sequência de cinco sessões consecutivas de baixa, o teste desta região deve amenizar as perdas até o fechamento do dia e sustentar um repique até 74.196 pontos ao longo desta semana, que é um movimento característico após a formação de um OCO. Esse "respiro" do mercado será decisivo para o índice.

Respeitando os 74.196 pontos no repique projetado, o índice ganhará impulso para de fato confirmar a perda da média móvel exponencial de 21 dias e assim buscar o objetivo do padrão de baixa na região de 72 mil pontos. Porém, caso não respeite a média móvel de 21 dias até o final do dia, o caminho está livre para o alvo traçado, o que representa voltar para os níveis de 4 e 5 de setembro.

Dólar atinge objetivo
Com a confirmação do rompimento de 3.156 pontos na terça-feira (26), o Dólar Futuro sacramentou um pivô de alta no curtíssimo prazo e na máxima do dia (3.199 pontos) praticamente atingiu o objetivo do padrão de alta em 3.200 pontos, voltando, assim, para os patamares verificados em agosto deste ano.

Como já atingiu seu objetivo e está testando uma resistência intermediária importante, fica a expectativa por uma acomodação dos preços nesta semana ou até mesmo o fechamento do gap aberto neste pregão em 3.168 pontos, onde ganhará novo impulso para romper 3.200 pontos e buscar o topo cravado em 3.230 pontos.

 

Contato