Em mercados / acoes-e-indices

Bolha? Que bolha? Para bilionário, blue chips irão dobrar de valor até 2030

Entre as ações queridinhas do gestor está a Tesla, que para ele deverá subir para US$ 600 no próximo ano, para depois atingir os US$ 1.000 até 2020

Ron Baron
(Bloomberg)

SÃO PAULO - Um clima de grande pessimismo está tomando conta dos mercados, com grandes gestores apontando que Wall Street deve passar por uma forte derrocada com o estouro do que seria uma bolha. Entre os nomes, Jim Rogers, Bill Gross e Marc Faber disseram nos últimos dias que estamos próximos de uma grande crise no mercado.

Mas há quem veja um cenário completamente diferente. Ron Baron, bilionário investidor com US$ 23 bilhões em ativos sob supervisão e fundador da Baron Capital, disse nesta terça-feira (13) que as taxas de juros e os preços do petróleo permanecerão baixos por "muito tempo" e que a economia crescerá "muito mais rápido" do que se imagina, puxando o mercado junto.

Para ele, o Dow Jones - índice de blue chips de Wall Street -, hoje em 21.300 pontos, deverá atingir os 40.000 pontos até 2030. Entre as ações queridinhas do gestor está a Tesla, que para ele deverá subir para US$ 600 no próximo ano, para depois atingir os US$ 1.000 até 2020. Hoje o papel é negociado em US$ 377.

"Você poderá fazer 6% ou 7% apenas investindo em um fundo de índice. A maioria das pessoas deve fazer isso", disse ele em entrevista para a CNBC. "O que tentamos é fazer isso muito mais rápido. Nós tentamos duplicar o capital a cada cinco ou seis anos". Até agora este ano, o Baron Opportunity Fund superou com facilidade o S&P 500, subindo 26%.

 

Contato