Em mercados / acoes-e-indices

12 ações sobem mais de 50% em janeiro; Vale avança 30% e lidera ganhos do Ibovespa

Construtoras foram destaque no mês subindo até 200%, mas a maior alta da Bovespa ficou com a Karsten, que disparou 322%

Vale minério
(Facebook)

SÃO PAULO - Janeiro terminou com fortes ganhos para a Bolsa, com o Ibovespa encerrando uma sequência de dois meses negativos e subindo 7,38%. Porém, quando acompanhados os desempenhos individuais no mercado, algumas ações conseguiram desempenhos bastante superiores, principalmente fora do índice, com destaque para as construtoras, que tiveram ganhos de até 200%. No total, 12 ações subiram mais de 50%

Dentre os papéis que não fazem parte do Ibovespa, a Karsten (CTKA4) registrou ganhos de 322,73%, cotada a R$ 7,44, liderando com facilidade as altas de toda a Bolsa. Na sequência aparecem Rossi (RSID3) e PDG realty (PDGR3), que subiram, 203,70% e 200,84%, respectivamente, cotadas a R$ 8,20 e R$ 3,58. No setor, destaque ainda para a Helbor (HBOR3), que avançou 67,69%, para R$ 2,49.

Outro destaque fica para a Springs Global (SGPS3), que disparou 84,71%, a R$ 7,85, em um cenário de mudança positivo para a companhia (clique aqui para ver uma análise completa). TecToy (TOYB4, R$ 5,76, +80,56%), Coteminas (CTNM4, R$ 5,71, +56,01%), LogIn (LOGN3, R$ 3,97, +54,47%), Inepar (INEP4, R$ 4,60, +54,36%), Costa Pinto (PINT4, R$ 2,75, +53,63%) e Banrisul (BRSR6, R$ 15,75, 52,62%), fecham a lista das empresas que subiram mais de 50%. A CSU Cardsystem (CARD3) chegou a ficar nesta grupo, mas perdeu força no fim do pregão de hoje e fechou o mês com ganhos de 48,98%, a R$ 7,30.

Já no Ibovespa, as maiores altas do mês ficaram com a Vale (VALE3; VALE5), Bradespar (BRAP4) e Usiminas (USIM5), que seguiram o rali do minério de ferro e subiram até 40%. A mineradora viu suas ações ordinárias avançarem 25,31%, a R$ 32,18, enquanto as preferenciais dispararam 30,89%, cotadas a R$ 30,55. Já a holding com participação na Vale liderou os ganhos do mês, com alta de 40,07%, a R$ 20,80. A Usiminas fechou janeiro com ganhos de 28,05%, cotada a R$ 5,25.

Companhias favorecidas pelo corte de juros, como construtoras e shopping centers também subiram forte, com destaque para a Cyrela (CYRE3, R$ 12,95, +26,10%), BR Malls (BRML3, R$ 14,67, +22,76%) e MRV Engenharia (MRVE3, R$ 12,76, +16,64%).

Na ponta negativa, destaque para companhias impactadas pela queda do dólar no mês, como Klabin (KLBN11, R$ 16,24, -8,35%), Fibria (FIBR3, R$ 29,37, -7,85%) e Suzano (SUZB5, R$ 13,40, -5,63%). Para conferir o desempenho completo das ações da Bolsa, acesse a ferramenta de altas e baixas do InfoMoney clicando aqui.

 

Contato