Em mercados / acoes-e-indices

Ações de estatal serão agrupadas a partir de segunda-feira; Itaú conclui união com CorpBanca

As duas foram as principais novidades da noite desta sexta-feira (1)

gráfico-bolsa
(Shutterstock)

SÃO PAULO - As ações da estatal de telecomunicações Telebras (TELB4) passarão a ser negociadas agrupadas na proporção de 10 para 1 a partir do pregão de segunda-feira (4). No dia 6 de março, a Assembleia Geral Extraordinária de acionistas da companhia aprovou o grupamento de suas 118.442.718 ações, das quais 97.439.719 ordinárias e 21.002.999 preferenciais, que passam a um total de 11.844.270 ações nominativas, sendo 9.743.971 ações ordinárias e 2.100.299 ações preferenciais.

Na época, a companhia informou que "a medida visa elevar os preços das ações e atende a uma exigência da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), de manter os papéis em negociação na BM&Bovespa com valores acima de R$ 1,00 a unidade, em 30 pregões consecutivos". Nesta sexta-feira os papéis preferenciais fecharam cotados a R$ 1,13.

Itaú conclui aquisição
Outra notícia da noite desta sexta-feira (1), é que o Itaú Unibanco (ITUB4) concluiu a união de sua unidade Itaú Chile e o chileno CorpBanca, após obtenção de todas as aprovações societárias e regulatórias.

Como isso, o Itaú passa a controlar o banco resultante da fusão com 33,58% de seu capital social. A conclusão sela a posição do Itaú Unibanco como quarto maior entre bancos privados do Chile e a entrada no varejo bancário da Colômbia como quinto maior banco local, em empréstimos.

O Itaú Unibanco disse não esperar resultados de sinergia relevantes da fusão em 2016, mas que a consolidação dos resultados já acontece a partir desta sexta-feira, acrescentando cerca de R$ 117 bilhões em ativos no balanço.

 

Contato