Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa tem maior alta desde janeiro de 2009 e encosta nos 51 mil pontos; dólar desaba

Mercado teve dia extremamente positivo depois do juiz federal Sérgio Moro divulgar grampos do governo e do juiz Itatiba Catta Preta suspender Lula como ministro

Ações em alta
(ShutterStock)

SÃO PAULO - O Ibovespa fecha em forte alta nesta quinta-feira (17). Desde o início do pregão, a repercussão do vazamento de gravações de falas de Lula e da presidente Dilma Rousseff fazia a Bolsa subir. Durante a posse do ex-presidente como ministro-chefe da Casa Civil, o índice chegou a diminuir a intensidade desta valorização, embora ainda assim fizesse ganhos de mais de 3%. Mas o movimento realmente se consolidou na maior alta da década depois que o juiz da 4ª Vara Federal juiz Itagiba Catta Preta Neto, suspendeu a nomeação de Lula. Lá fora, as bolsas norte-americanas sobem impulsionadas pelo petróleo e dados positivos. 

O benchmark da bolsa brasileira subiu 6,60%, a 50.914 pontos, fazendo sua maior alta desde 2 de janeiro de 2009, quando avançou 7,17%. Também foi o melhor fechamento desde 22 de julho de 2015, quando fechou aos 50.915 pontos. O volume financeiro negociado na Bovespa foi de R$ 12,823 bilhões. Já o dólar comercial fechou em queda de 2,30% a R$ 3,6533 na venda, enquanto o dólar futuro para abril teve baixa de 2,62% a R$ 3,658. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 registrou perdas de 4 pontos-base a 13,72% ao passo que o DI para janeiro de 2021 recuou 49 pontos-base a 14,09%.

Catta Pretta Neto suspendeu a nomeação do ex-presidente Lula como ministro entendendo que há indícios de cometimento do crime de responsabilidade. “Em vista, o risco de dano ao livre exercício do Poder Judiciário, da atuação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, defiro o pedido de liminar para sustar o ato de nomeação”, diz a decisão.

Vazam gravações de Lula e Dilma
O juiz Sérgio Moro retirou no início da noite da última quarta-feira o sigilo de interceptações telefônicas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Entre as conversas gravadas pela Polícia Federal está o diálogo de ontem de manhã com a presidente Dilma Rousseff e que culminou em sua nomeação como ministro da Casa Civil. Moro afirma que alguns diálogos sugerem que Lula já sabia das buscas feitas pela 24ª fase da Operação Lava Jato no início do mês. Além disso, no documento, o juiz afirma que, "pelo teor dos diálogos gravados, constata-se que o ex-Presidente já sabia ou pelo menos desconfiava de que estaria sendo interceptado pela Polícia Federal, comprometendo a espontaneidade e a credibilidade de diversos dos diálogos”.

Cúpula do PMDB vê efeito devastador
As gravações de telefonemas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na noite da última quarta foram recebidas com perplexidade pelo vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP), segundo informa a Folha de S. Paulo. E segundo o jornal, na cúpula do PMDB, a avaliação é de que o efeito político das escutas em que Lula trata de sua nomeação e das investigações das quais é alvo na Justiça é devastador. Um dirigente do partido chegou a proclamar que o "governo acabou". Enquanto isso, no Palácio da Alvorada, segundo informou o blog de Gerson Camarotti, do G1, o núcleo mais próximo da presidente estava atordoado.

Câmara aprova Comissão do Impeachment
A Câmara dos Deputados aprovou nesta tarde a comissão especial que analisará o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Foram 433 votos favoráveis e um contrário à chapa com os 65 nomes titulares e os respectivos suplentes indicados pelos líderes partidários. O próximo passo, que será dado ainda hoje, é a escolha, por voto, do presidente e do relator da comissão especial. O voto contrário foi o do deputado José Airton (PT-CE). Havia 435 parlamentares em plenário. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não votou. Vinte e três partidos entregaram a lista dentro do horário estipulado. Apenas o PP perdeu o prazo, mas, por unanimidade, pôde indicar os nomes em plenário. Pelo PP, os parlamentares que vão compor a comissão são Aguinaldo Ribeiro (PB), Jerônimo Goergen (RS), Júlio Lopes (RJ), Paulo Maluf (SP) e Roberto Brito (BA), como titulares. 

Ações em destaque
Entre as principais altas estiveram os papéis de Petrobras (PETR3, R$ 10,44, +8,75%; PETR4, R$ 8,08, +11,76%) e bancos como Itaú Unibanco (ITUB4, R$ 33,10, +10,92%), Bradesco (BBDC3, R$ 30,61, +12,08%; BBDC4, R$ 27,81, +12,87%) e Banco do Brasil (BBAS3, R$ 20,69, +14,37%). Todos se beneficiaram do rali político pelo enfraquecimento do governo.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano
 CSNA3 SID NACIONALON 8,00 +19,23 +100,00
 BBAS3 BRASIL ON EJ 20,69 +14,37 +41,21
 BBDC4 BRADESCO PN 27,75 +12,62 +44,35
 BBDC3 BRADESCO ON 30,61 +12,08 +49,68
 PETR4 PETROBRAS PN 8,09 +11,89 +20,75

 

 

Os papéis da Vale (VALE3, R$ 15,50, +4,59%; VALE5, R$ 10,94, +3,70%) também tiveram uma alta importante, mas ficaram longe da máxima, quando disparou perto de 7%. A mineradora ainda ganhava força da alta do minério de ferro. A commodity spot com 62% de pureza e entrega no porto de Qingdao teve alta de 4,70% a US$ 56,09.

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% Ano
 SUZB5 SUZANO PAPELPNA 13,61 -4,49 -27,18
 FIBR3 FIBRIA ON 33,90 -3,94 -34,67
 EMBR3 EMBRAER ON 22,81 -2,60 -24,45
 KLBN11 KLABIN S/A UNT N2 21,25 -0,09 -9,38

 

 

Entre as quedas, as exportadoras despencaram por conta da forte queda do dólar. Ações como Fibria (FIBR3, R$ 33,90, -3,94%), Suzano (SUZB5, R$ 13,61, -4,49%) e Embraer (EMBR3, R$ 22,81, -2,60%) terminaram entre as maiores quedas do dia. No caso da produtora de aviões, o mercado também repercutia uma notícia do Wall Street Journal. De acordo com notícia, um consultor de vendas que diz ter pago propina em nome da Embraer disse a promotores brasileiros acreditar que gestores da empresa, incluindo seu presidente Frederico Curado, sabiam dos pagamentos ilícitos ligados à venda de aviões para a República Dominicana, diz WSJ, citando resumos oficiais de declarações do consultor Elio Moti Sonnenfeld.

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram:

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN 33,10 +10,92 1,22B
 PETR4 PETROBRAS PN 8,09 +11,89 913,36M
 BBDC4 BRADESCO PN 27,75 +12,62 868,78M
 BBAS3 BRASIL ON EJ 20,69 +14,37 630,84M
 VALE5 VALE PNA 10,94 +3,70 538,19M
 ABEV3 AMBEV S/A ON 18,73 +2,41 495,46M
 ITSA4 ITAUSA PN 8,68 +11,42 440,79M
 BVMF3 BMFBOVESPA ON 16,00 +7,53 407,38M
 PETR3 PETROBRAS ON 10,44 +8,75 375,46M
 KROT3 KROTON ON ED 10,87 +3,43 324,55M

* - Lote de mil ações 
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
 

EUA
As ações nos EUA sobem e o índice Dow Jones volta a operar no azul em 2016, zerando as perdas do ano. Impulsionando os índices norte-americanos está a alta do petróleo, que sobe forte. Com o avanço de hoje, o Dow e o S&P 500 estendem os ganhos do último pregão, quando o mercado repercutiu positivamente a decisão do Fed de manter os juros inalterados em 2016 e esperar por apenas duas altas das taxas este ano, em vez de quatro altas. 

Inflação na zona do euro
Na zona do euro, foram divulgados os dados de inflação, com o CPI (Índice de Preços ao Consumidor, na silga em inglês) caindo 0,2% em linha com os -0,2% esperados pela mediana das expectativas do mercado para fevereiro. 

Especiais InfoMoney:

Como o "trader da Gerdau" ganhou meio milhão de reais na Bovespa em 2 meses 

As novidades na Carteira InfoMoney para março

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

 

Contato