Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa vai à máxima do dia com Fomc e Meirelles ofuscando Lula; dólar zera ganhos

Otimismo com Fed "dovish" faz com que o mercado não caia apesar do cenário político

Ações
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O Ibovespa volta a subir depois do Fomc (Federal Open Market Committee) manter os juros inalterados e sinalizar 2 aumentos em 2016, contra quatro projetados em dezembro do ano passado. Os rumores de que Henrique Meirelles substituirá Alexandre Tombini no Banco Central também animavam os investidores, ofuscando o pessimismo que tomou conta do mercado quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi anunciado ministro-chefe da Casa Civil no lugar de Jaques Wagner.

Às 15h31 (horário de Brasília), o benchmark da bolsa brasileira tinha alta de 0,70%, a 47.451 pontos. Em uma hora, o índice recuperou 550 pontos. Já o dólar comercial tem alta de 0,43% a R$ 3,7791 na venda, enquanto o dólar futuro para abril vira para queda de 0,30% a R$ 3,777. No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2017 caía 14 pontos-base a 13,74%, ao passo que o DI para janeiro de 2021 vira de uma alta de aproximadamente 30 pontos-base para uma queda de 12 pontos-base a 14,56%, invertendo toda a aposta que tinha sido feita no começo do dia com a notícia da possível queda de Tombini. 

Ações em destaque
As ações da Petrobras (PETR3, R$ 9,52, +6,85%; PETR4, R$ 7,00, +5,90%), disparam, acompanhando os preços do petróleo. O barril do WTI (West Texas Intermediate) sobe 4,73% a US$ 38,06, ao mesmo tempo em que o barril do Brent tinha ganhos de 3,38% a US$ 40,72. No radar da estatal, a Petrobras ainda prepara internamente a nova versão de seu plano de negócios, mas já é possível antecipar que a provável redução dos investimentos da estatal passa pela postergação de projetos no pré-­sal. A petroleira portuguesa Galp, sócia da Petrobras em áreas importantes, como Lula e Iracema, informou ontem que ao menos três campos operados pela petroleira brasileira ­ Sépia, Lula Oeste e Atapu Norte ­devem ser adiados. 

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia
 RUMO3 RUMO LOG ON 3,10 +7,64
 JBSS3 JBS ON 11,65 +7,57
 MRVE3 MRV ON 11,67 +7,26
 PETR3 PETROBRAS ON 9,52 +6,85
 CSNA3 SID NACIONALON 6,48 +6,75

Já a Vale (VALE3, R$ 14,11, +4,67%; VALE5, R$ 10,05, +3,72%) vai na contramão e sobe beneficiada pela alta do minério de ferro. A commodity spot com 62% de pureza e entrega no porto de Qingdao teve alta de 1,3% a US$ 53,57. 

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia
 ITUB4 ITAUUNIBANCOPN 29,44 -4,26
 BBDC4 BRADESCO PN 24,25 -3,77
 BBDC3 BRADESCO ON 27,14 -3,21
 ITSA4 ITAUSA PN 7,76 -2,88
 KROT3 KROTON ON ED 10,47 -2,57

Dentro do setor mais pesado no Ibovespa, o financeiro, bancos grandes caem, prejudicados pelo cenário político, que diminui a probabilidade de uma troca de governo que significasse uma mudança na condução da política econômica rumo à ortodoxia. Itaú Unibanco (ITUB4, R$ 29,46, -4,20%) e Bradesco (BBDC3, R$ 27,15, -3,17%; BBDC4, R$ 24,33, -3,85%) recuam enquanto o Banco do Brasil (BBAS3, R$ 18,11, +3,49%) sobe. Juntas, as quatro ações respondem por pouco mais de 20% da participação na carteira teórica do nosso benchmark. 

FOMC
O Federal Open Market Committee divulgou a sua decisão de manter os juros na banda entre 0,25% e 0,5%. Quando subiu as taxas, em dezembro, a expectativa do Fed era de quatro altas em 2016, mas com o comunicado de hoje isso mudou e agora são esperadas apenas duas elevações para este ano.

A autoridade também reduziu sua expectativa de crescimento econômico e inflação. Além dos dois aumentos das taxas este ano, o Fomc (Federal Open Market Committee) também projeta apenas duas altas para 2017.

A meta para a taxa de juros atual é de 0,25% a 0,5%, sendo que em dezembro as autoridades do Fed esperavam que os juros chegassem a 1,4% no final do ano. Com as novas projeções, o Fomc vê agora uma taxa de apenas 0,9% e 1,9% até ao final de 2017.

Apesar de manter os juros, o Fed indicou que o crescimento econômico moderado nos Estados Unidos e "fortes ganhos no emprego" permitirão que o banco central norte-americano volte a apertar a política monetária neste ano. No entanto, o Fed destacou que os EUA continuam enfrentando riscos provenientes da economia global incerta.

O economista da Rio Bravo Investimentos, Evandro Buccini, considerava bastante improvável um cenário de alta de juros. "O mercado vai se preocupar muito mais com o discurso do que com o ato, uma vez que será uma reunião com projeções e coletiva de imprensa. Neste caso, acredito que eles vão indicar que vão subir juros ao longo do ano porque o petróleo deu uma recuperada e a inflação surpreendeu para cima", explica.

STF
O Supremo Tribunal Federal (STF) julga hoje o recurso no qual o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pretende modificar o julgamento sobre as regras de tramitação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, definidas em dezembro do ano passado. O recurso de Cunha chegou ao Supremo no dia 1º de fevereiro, antes da publicação do acórdão, que ocorreu na semana passada. Cunha voltou a defender votação secreta para eleição da comissão e a obrigatoriedade do Senado de dar prosseguimento ao processo deimpeachment. Segundo o presidente, ao aceitar recurso do PCdoB, que questionou a validade do rito do impeachment adotado por ele, o STF interferiu no funcionamento interno da Casa e restringiu direitos dos parlamentares. Em dezembro, o Supremo decidiu invalidar a eleição da chapa avulsa integrada por deputados de oposição ao governo, para formação da comissão especial da Câmara dos Deputados que conduzirá o processo.

Novas investigações
A partir da delação premiada do Delcídio, a PGR (Procuradoria-Geral da República) já decidiu pedir ao STF (Supremo Tribunal Federal) abertura de investigação para apurar denúncias contra o vice-presidente Michel Temer (PMDB), contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, contra o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e contra o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG). A PGR deverá decidir nos próximos dias se pede ao STF instauração de inquérito para investigar a conduta da presidente Dilma na nomeação do ministro Marcelo Navarro para uma vaga no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Indicadores
O CPI (Índice de Preços ao Consumidor, na sigla em inglês) dos EUA caiu 0,2% em fevereiro, mas núcleo teve maior alta anual desde maio de 2012, subindo 0,3%. A expectativa mediana dos economistas era respectivamente de -0,2% e +0,1% respectivamente. 

O IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor - Semanal) subiu 0,65% na 2ª quadrissemana de março, ante 0,68% na anterior, diz FGV. As expectativas dos economistas eram de alta de 0,69%. Os aumentos de preços desaceleram em 6 entre os 8 grupos do IPC-10 de março. 

O destaque foi o grupo Alimentação, que saiu de alta de 2,06% em fevereiro para 0,96% em março, sob influência, entre outros itens, das hortaliças e legumes, que tinham registrado aumento de 15,19% no mês anterior e agora cedem 3,88%.

O IGP-10 (Índice Geral de Preços-10) de março ficou em 0,58% ante alta de 1,55% em fevereiro, aponta FGV. Economistas esperavam 0,63% de crescimento. 

Especiais InfoMoney:

Como o "trader da Gerdau" ganhou meio milhão de reais na Bovespa em 2 meses 

As novidades na Carteira InfoMoney para março

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

 

Contato