Em mercados / acoes-e-indices

Caffarelli renuncia ao conselho da Vale, ex-OGX abandona campo e mais 2 notícias no radar

CCX também informou que recebeu proposta não solicitada pela CCX Colômbia; noite também tem destaque para resultados

Vale
(Bloomberg)

SÃO PAULO - A noite desta quinta-feira (12) segue agitada em um dia marcado pelos depoimentos da CPI da Petrobras. Porém, no noticiário corporativo, quem chama atenção é a Vale (VALE3; VALE5), que anunciou a renúncia de Paulo Rogério Caffarelli ao cargo de membro efetivo do Conselho de Administração da mineradora.

Junto com isso, a companhia já informou que foi aprovada a nomeação de Gueitiro Matsuo Genso para o lugar de Caffarelli. "O Conselheiro ora nomeado, que cumprirá o prazo de gestão até a próxima Assembleia Geral, declarou estar totalmente desimpedido para o exercício de suas funções", disse a Vale.

OGPar (OGXP3)
A OGPar, ex-OGX, informou ao mercado na noite desta quinta-feira (12) que notificou a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) a devolução do Campo de Rêmora, localizado na Bacia de Campos, bloco C-M-499.

De acordo com comunicado da empresa, o desenvolvimento do campo de Rêmora como projeto exclusivo mostrou-se economicamente inviável devido às estimativas de volumes de óleo recuperáveis. Deste modo, a OGPar entendeu que manter a concessão do campo implicaria em assumir compromissos de prazos, investimentos e produção com a ANP que poderiam não ser cumpridos.

Como consequência da devolução do campo, a companhia informou que realizará o "impairment" do referido ativo nas suas informações financeiras do quarto trimestre de 2014, que serão divulgados até o dia 31 de março. "A devolução do referido campo não afetará o plano de negócios das companhias, uma vez que o valor econômico do projeto não foi considerado em suas respectivas projeções da companhia, seja no âmbito das negociações com os credores ou em seu Plano de Recuperação Judicial", completou a companhia.

CCX (CCXC3)
A CCX informou na noite desta quinta que recebeu uma proposta não solicitada pela totalidade das ações da CCX Colômbia. A proposta, enviada pela Blackstone Advisory Partners, na condição de assessor financeiro de um grupo de fundos soberanos e grandes investidores estrangeiros organizados em regime de capital sindicalizado, é de R$ 170 milhões, descontando a dívida da companhia.

"Os membros do Conselho de Administração da Companhia se reunirão, nos próximos dias, em caráter extraordinário, para analisar e discutir os termos e condições da Proposta de Aquisição ora recebida, de tal modo que a Diretoria seja orientada em relação ao comportamento a ser adotado", disse a companhia em comunicado.

CSU Cardsystem (CARD3)
A CSU Cardsystem apresentou lucro líquido de R$ 3,6 milhões no quarto trimestre do ano passado, uma alta de 16,1% na comparação com os R$ 3,11 milhões apresentados no mesmo período de 2013; no acumulado de 2014, o número ficou em R$ 11,2 milhões. O Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) fechou o quarto trimestre de 2014 em R$ 14,1 milhões, expansão de 56,2% frente os R$ 9 milhões apresentados em igual período de 2013; no acumulado do ano passado, o número ficou em R$ 53,2 milhões, alta de 56,7% na comparação com 2013.

 

Contato