Em mercados / acoes-e-indices

Passado "apagão", hoje é dia de comprar elétricas, diz analista

O analista Flávio Conde recomenda compra neste pregão das ações da Copel e Cemig no setor de energia

SÃO PAULO - Passado o dia extremamente negativo na véspera depois do apagão que atingiu dez estados e o Distrito Federal, a sessão desta terça-feira (20) pode abrir uma boa oportunidade para compra no setor.

O analista Flávio Conde recomenda compra neste pregão das ações da Copel (CPLE6) e Cemig (CMIG4) no setor. Fora das elétricas, mas também grandes consumidoras de energia e que foram fortemente penalizadas na véspera, ele indica os papéis da Braskem (BRKM5), Gerdau (GGBR4), Vale (VALE3; VALE5), Paranapanema (PMAM3) e Ferbasa (FESA4), que devem recuperar parte das perdas nesta terça-feira.

Ontem, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse que o apagão que atingiu Sul, Sudeste e Centro-Oeste foi causado por problemas técnicos em uma linha de transmissão de Furnas, que faz a ligação Norte-Sul da rede da companhia administrada pelo Grupo Eletrobras (ELET3; ELET6). Acreditando na explicação ou não, a questão é a que a dinâmica do mercado, ao menos por enquanto, caminhará dessa maneira: "a cada dia sem apagão, as ações do setor elétrico poderão subir um pouco", disse Conde. Para ele, o mercado ficará no meio-termo até que alguma decisão seja tomada sobre um possível racionamento.

Vale mencionar que já começam a aumentar os burbirinhos de que um racionamento não deve demorar muito a ser anunciado. Em reportagem do jornal Valor, a piora nos níveis dos reservatórios fez ganhar força novamente no governo a discussão sobre a adoção de medidas para racionalização do uso de energia elétrica. 

 

Contato