Em mercados / acoes-e-indices

Saiba como ganhar dinheiro com robôs traders: não é preciso muito para começar

"Não é preciso de muito dinheiro, com R$ 1 mil na conta é possível entrar nesse mercado automatizado", diz Leonardo Conegundes, fundador da SmarttBot

trader na Nyse
(Lucas Jackson/Reuters)

SÃO PAULO - Para o grande público, operações através de robôs ainda são desconhecidas. Muitos mitos ainda rondam a cabeça do investidor que quer ter suas operações automatizadas (seja por não ter tempo de acompanhar horas a fio a Bolsa, seja por quem quer potencializar seus ganhos). Uma das questões clássicas quando se fala de robôs na Bolsa é que são usados apenas por grandes investidores como bancos e corretoras e que é preciso de muito capital para começar. 

 "Mito", diz Leonardo Conegundes, fundador da SmarttBot, plataforma online para criação e automatização de robôs, e que tem como objetivo tornar cada vez mais popular essas operações no Brasil. "Não é preciso de muito dinheiro, com R$ 1 mil na conta é possível entrar nesse mercado automatizado", comenta Conegundes, que realiza às 10h (horário de Brasília) desta quinta-feira (3) palestra no Congresso Nacional de Robôs e Algoritmos, que acontece entre os dias 1 a 5 de dezembro. Caso tenha interesse em saber mais sobre o assunto, clique aqui.

Com R$ 1 mil, por exemplo, o investidor consegue girar R$ 100 mil na Bolsa com 100 operações por dia, comenta. Ou seja, não é preciso muito. A ideia principal é que o montante vai variar de acordo com a estratégia de cada trader. 

Para quem não tem muito conhecimento sobre o mercado, ele comenta que é possível comprar o robô. A própria SmarttBot oferece esse serviço. "Temos uma plataforma para dois perfis: quem quer desenvolver seu próprio robô e para aquele que quer comprar o sinal pronto. Atuamos nas duas pontos", disse. "Nosso custo varia de R$ 100 a R$ 300".

Segundo ele, um dos principais problemas para que esse mercado se desenvolva no Brasil é a falta de conhecimento do investidor e a desconfiança com produtos novos. Nos Estados Unidos, por exemplo, 75% das negociações em Bolsa são realizadas por robô.

"Temos por tradição a desconfiança, isso por qualquer coisa. Por isso, estimulamos o investidor a testar a estratégia antes de usar no mercado real. Permitimos no nosso site simulações com os robôs. O cliente deixa sua estratégia rodando para saber se está ganhando ou perdendo e depois ativa na sua corretora. Temos simulação feita em tempo real e o backtesting, que simula as estratégias de investimento no passado operando com dinheiro virtual", comenta. Segundo ele, é recomendado teste de, no mínimo, um mês, mas fica a critério do cliente. Tem gente que testa por seis meses e outros por apenas um dia. 

Entre as estratégias que o investidor pode usar com robôs, uma delas é por análise técnica. (Em sua palestra hoje, Conegundes vai comentar 10 tipos de estratégias com robôs). No caso dos gráficos, tem uma bem simples por cruzamento de médias móveis (um dos indicadores mais usados na análise técnica). Neste caso, sempre que uma média móvel de curto prazo cruzar a média móvel de longo prazo de baixo para cima é acionado uma ordem de compra. "É uma estratégia simples, mas muitos trades analisam isso na mão ainda", comenta. 

 

Contato