Em mercados / acoes-e-indices

Recomendações, novela entre Gávea e Fleury e mais 3 small caps no radar

Entre os destaques, São Martinho elege novo diretor financeiro, Banco Panamericano muda hoje para Banco Pan e gestoras reduzem participação na Lopes Brasil

SÃO PAULO - Em meio à temporada de balanços que segue agitada e mais uma série de notícias corporativas, o primeiro dia do mês de agosto inicia movimentado. Entre a noite de ontem e esta manhã, oito empresas divulgaram seus resultados do segundo trimestre, com destaque para TIM (TIMP3) e BRF (BRFS3) no Ibovespa, e Magazine Luiza (MGLU3) e Smiles (SMLE3) entre as companhias que não estão listadas no índice. Para conferir os números, clique aqui

Santander
O espanhol Santander avisou que a relação de permuta de suas ações com papéis de sua unidade brasileira poderá sofrer alteração em função de eventual atraso no cronograma da operação. A relação de troca atualmente acertada envolve 0,7 ação do Santander Espanha por cada unit do Santander Brasil (SANB11).

Segundo comunicado do Santander Brasil divulgado nesta quinta-feira, o motivo do aviso deve-se a eventual pagamento de dividendos ou outra forma de remuneração aos acionistas de ambas as instituições cuja data de posição acionária ocorra entre 10 de outubro e a data em que o Santander Espanha emitirá os papéis para a permuta.

Fleury
A Gávea Investimentos, gestora comandada pelo ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, suspendeu as discussões para comprar a Fleury (FLRY3), noticiou a Revista Exame no final da tarde de ontem, citando pessoas com conhecimento do assunto que pediu anonimato porque as discussões são privadas.  O acordo foi interrompido porque o Instituto Hermes Pardini, laboratório de capital fechado que iria ter operações unidas às do Fleury, queria uma participação maior na companhia combinada, disseram antes pessoas próximas à transação.

Ontem, as ações da companhia fecharam com queda de 8,97%, a R$ 14,92. Em relatório de hoje, o BTG Pactual disse que as incertezas sobre o acordo deve trazer ainda mais volatilidade aos papéis, que devem permanecer descontados dos fundamentos. Entretanto, fechando próximo a R$ 15, o potencial de queda é limitado das ações, passando a compensar o risco/recompensa no atual patamar. 

Vale
Vale (VALE3; VALE5), maior produtora global de minério de ferro, avalia que a demanda da China será maior no segundo semestre, mas prevê um período de preços menos "exuberantes" para a matéria-prima do aço, e assim manterá forte foco em elevar margens diante do crescimento da oferta global da commodity. 

"Historicamente o segundo semestre da China é melhor", disse nesta quinta-feira o diretor-executivo de Ferrosos e Estratégia da Vale, José Carlos Martins, durante conferência com analistas sobre resultados do segundo trimestre, divulgados na última quinta-feira (31). Ontem pela manhã, a mineradora revelou um lucro líquido de R$ 3,187 bilhões, 283% maior do que o registrado no mesmo período do ano anterior, quando a empresa foi afetada por perdas contábeis cambiais.   

O executivo destacou que o governo da China, maior importador de minério de ferro do mundo e de produtos da Vale, costuma fazer movimentos na segunda metade do ano para cumprir metas para a economia chinesa, como liberação de crédito.

São Martinho
A São Martinho (SMTO3) informou ontem que Felipe Vicchiato foi eleito pelo conselho de administração ao cargo de diretor financeiro e de relações com investidores da empresa, que acumulará junto com a função de diretor de planejamento estratégico. 

Panamericano
O Banco Panamericano (BPNM3; BPNM4) informou ontem à noite que a mudança da denominação social para Banco Pan foi homologada pelo Banco Central do Brasil, registrada perante a Junta Comercial do Estado de São Paulo e será utilizada a partir do 1° de agosto. Os códigos de negociação das ações e recibos de subscrição de ações de emissão do Banco Pan e nome de pregão na Bovespa serão alterados a partir de 5 de agosto. O novo ticker das ações ordinárias será BPAN3 e preferenciais BPAN4, enquanto os recibos de subscrição de ações ordinárias passam a ser BPAN9 e BPAN10. 

Lopes Brasil
A Lopes Brasil (LPSB3) informou que o Mawer Investment Management reduziu sua participação acionária na empresa para 114.381.716 ações ordinárias, que correspondem a 5,17% do total de papéis ordinários emitidos pela companhia. Da mesma forma, o JPMorgan Asset Management cortou sua participação para 4,9% do total de ações ordinárias de emissão da companhia. De acordo com os comunicados, as alterações têm motivação exclusiva de investimento, não visando alteração da composição do controle ou da estrutura administrativa da empresa.

Recomendações
Além disso, no radar do mercado, o BTG incluiu hoje no seu portfólio para Brasil as ações da Cia Hering (HGTX3), São Martinho e ALL (ALLL3). Em relatório, o banco de investimentos cita que, no geral, os papéis brasileiros estão "caros" após recente rali motivado por pesquisas eleitorais, enquanto os fundamentos do mercado do Brasil continuam deteriorados. 

 

Contato