Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa ignora Rússia e encerra sequência de 2 quedas graças a Vale e bancos

Índice chegou a cair 0,6% no intraday, mas ganhou forças com alta de blue chips; resultados e "crise" em Moscou agitaram o pregão

painel com cotações
(Divulgação)

SÃO PAULO - O susto russo não foi suficiente para fazer o Ibovespa cair pelo terceiro dia seguido. Acompanhando o movimento positivo das bolsas internacionais, com Wall Street retomando ganhos após um dia de correção de rali, o índice terminou a quinta-feira (24) com ganhos de 0,48%, a 51.817 pontos, puxado pelas ações dos bancos e algumas empresas dos setores elétrico e imobiliário, além das ações da Vale (VALE3, R$ 30,79, +1,65%; VALE5, R$ 28,15, +1,62%), apesar de arrefecerem ganhos no fim. Apesar da recuperação, o giro financeiro da Bovespa foi fraco, ficando em R$ 5,83 bilhões, inspirando cautela para os que apostam em novas altas.

As ações da mineradora subiram forte nos 30 minutos finais de pregão depois da vitória da companhia por 3 votos a 1 no julgamento do STJ referente à taxação de suas empresas no exterior. A alta de quase do 2% dos papéis do Itaú Unibanco (ITUB4, R$ 36,50, +2,16%) e do Bradesco (BBDC3, R$ 34,97, +1,95%; BBDC4, R$ 33,60, +1,82%) também ajudou a impulsionar o índice na primeira alta da semana - o segundo banco trouxe números bastante animadores em seu resultado do 1º trimestre, divulgado nesta manhã.

O movimento do benchmark da bolsa brasileira acompanhou o desempenho das principais bolsas no exterior, que subiram apesar das notícias que confirmam novas tensões envolvendo Rússia e Ucrânia. A potência de Vladimir Putin planeja fazer exercícios militares perto da fronteira com a Ucrânia, em resposta aos últimos confrontos nos quais pelo menos cinco ativistas pró-russos foram mortos, no leste da Ucrânia repercutem no mercado e aumentam a aversão ao risco. Segundo o The Wall Street Journal, o ministro da Defesa da Rússia também disse que os exercícios incluem operações aéreas, perto da fronteira com a Ucrânia.

O noticiário político também chamou a atenção, em meio à matéria publicada pelo jornal Valor Econômico de que o presidente do Banco Central Alexandre Tombini pode substituir Guido Mantega no comando do ministério da Fazenda ainda em 2014. Vale lembrar que o atual ministro tem sofrido um forte desgaste por parte do mercado, que não aprova seu nome no ministério apesar do longo período que já ocupa o cargo.

Destaques do pregão
O noticiário corporativo brasileiro também foi bastante movimentado, com destaque para a temporada de resultados do primeiro trimestre, com a divulgação dos números de quatro empresas que fazem parte do Ibovespa: Bradesco, Usiminas (USIM5, R$ 8,97, -5,58%), Fibria (FIBR3, R$ 22,55, -0,40%), Klabin (KLBN4, R$ 2,27, +1,82%) e Natura (NATU3, R$ 38,04, -5,30%).

O Bradesco, segundo maior banco privado brasileiro, anunciou um lucro líquido ajustado de R$ 3,47 bilhões no primeiro trimestre, o que representa um crescimento de 18% sobre o mesmo período de 2013. O resultado ficou acima do esperado pelo analistas do BB Investimentos, que apontavam para um lucro de R$ 3,37 bilhões.

A Usiminas anunciou os resultados do primeiro trimestre de 2014, registrando um lucro líquido de R$ 222 milhões, 372% superior ao do quarto trimestre de 2013 e revertendo o prejuízo líquido de R$ 123 milhões registrados entre janeiro e março do ano passado.

A Fibria registrou um lucro líquido de R$ 19 milhões no primeiro trimestre, uma queda de 20,8% frente ao mesmo período do ano anterior. No quarto trimestre, a companhia havia registrado um prejuízo líquido de R$ 185 milhões. Enquanto isso, a Klabin divulgou que o lucro líquido do primeiro trimestre triplicou ante igual período do ano passado, a R$ 607 milhões. Por fim, o lucro da Natura caiu 6%, afetado por despesas com depreciação e amortização e financeiras, além do impacto de impostos, afirmou a empresa.

Fora da temporada de balanços, chamaram atenção as notícias envolvendo a Petrobras (PETR3, R$ 15,29, +0,46%; PETR4, R$ 16,13, +0,62%). A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber aceitou o pedido da oposição e decidiu na véspera que o Senado deve instalar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) exclusiva sobre a Petrobras. As ações da companhia tiveram um novo dia de forte volatilidade.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 GOLL4 GOL PN N2 13,09 +6,25 +24,90 28,72M
 RSID3 ROSSI RESID ON 1,69 +3,68 -17,16 15,49M
 ITSA4 ITAUSA PN 9,87 +2,17 +13,45 64,65M
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN 36,50 +2,16 +18,66 346,44M
 CYRE3 CYRELA REALT ON 13,80 +2,15 -4,17 125,97M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 USIM5 USIMINAS PNA 8,97 -5,58 -36,88 212,74M
 NATU3 NATURA ON 38,04 -5,30 -4,96 83,61M
 SUZB5 SUZANO PAPEL PNA 7,68 -4,48 -16,88 51,45M
 JBSS3 JBS ON 7,80 -2,38 -11,06 40,66M
 CSNA3 SID NACIONAL ON 8,96 -2,08 -37,69 68,78M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram :

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Vol 30d1 Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN 16,13 +0,62 488,99M 637,17M 36.921 
 VALE5 VALE PNA EJ 28,15 +1,62 377,60M 444,82M 18.890 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN 36,50 +2,16 346,44M 403,92M 21.660 
 BBDC4 BRADESCO PN 33,60 +1,82 294,03M 332,59M 20.441 
 USIM5 USIMINAS PNA 8,97 -5,58 212,74M 75,99M 33.320 
 ABEV3 AMBEV S/A ON 17,40 -1,30 150,72M 176,57M 20.290 
 KROT3 KROTON ON 45,40 +0,11 146,20M 104,80M 6.611 
 PETR3 PETROBRAS ON 15,29 +0,46 130,95M 209,92M 16.208 
 CYRE3 CYRELA REALT ON 13,80 +2,15 125,97M 50,61M 7.974 
 CMIG4 CEMIG PN 16,37 -1,39 108,89M 90,92M 14.025 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão) 

Wall Street e dólar
Na maior economia do mundo, os três principais índices acionários fecharam entre a estabilidade (Dow Jones) e ganhos de 0,51%, repercutindo também o otimismo da temporada de resultados, que na véspera contou com a divulgação dos dados pela Apple e Facebook.

Já a agenda econômica do país teve números mistos, com os pedidos de auxílio desemprego registrando alta para 329 mil, acima da expectativa do mercado de 315 mil. Enquanto isso, o número de encomendas de bens duráveis ficou acima do esperado ao registrar alta de 2,6% na comparação mensal.

O dólar fechou em seu segundo dia seguido de queda ao registrar variação negativa de 0,46% ante o real, cotado a R$ 2,2158 na venda.

 

Contato