Em mercados / acoes-e-indices

Itaú confirma compra do Corpbanca; Petrobras e mais 7 empresas estão no radar

Cielo lucra R$ 720 milhões no quarto trimestre; plataforma da Petrobras registra vazamento; Eletropaulo vai a Justiça contra Aneel para rever decisão de ressarcimento

Agência do itaú
(Divulgação)

SÃO PAULO - A quarta-feira (29) inicia agitada em meio ao noticiário corporativo, com destaque para o início da temporada de resultados do quarto trimestre, com a Cielo (CIEL3) dando a largada na noite da véspera.

A credenciadora de cartões lucrou R$ 720,7 milhões no quarto trimestre, crescimento de 16,2% ante igual período de 2012. O volume financeiro de compras em cartão capturado pela companhia nos últimos meses de 2013, tradicionalmente mais fortes pelo Natal, foi de R$ 131,6 bilhões, um avanço de 23,3% na mesma comparação.

O Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia subiu 8,9% no quarto trimestre, para R$ 912,7 milhões. A margem ficou em 49,2% ante 51,8% um ano antes. No terceiro trimestre, a margem foi de 53,3%. A empresa realizará teleconferência com o mercado sobre o resultado às 10h30 (horário de Brasília).

Itaú Unibanco confirma compra do Corpbanca
O Itaú Unibanco (ITUB4) confirmou nesta manhã a compra do Corpbanca. A instituição acertava na noite da véspera os últimos detalhes da transação para assumir o controle do banco chileno. Em comunicado enviado à CVM, a instituição disse que o acordo representa um importante passo no processo de internacionalização do Itaú Unibanco e em seu intuito de tornar-se um banco líder na América Latina. 

A operação será concretizada por meio do aumento do capital da sua subsidiária Banco Itaú Chile no valor de US$ 652 milhões a ser realizado pelo Itaú Unibanco ou uma de suas subsidiárias, incorporação do BIC pelo Corpbanca, com o cancelamento das ações do BIC e a emissão de novas ações pelo Corpbanca, na proporção estimada de 85.420,07 ações do Corpbanca para cada 1 ação do BIC, a ser aprovada em assembleia de acionistas do Corpbanca. Com sua concretização, o Itaú Unibanco passará de 7ª para 4ª posição no ranking de maiores bancos do Chile em termos de empréstimos e ingressará no mercado colombiano de varejo financeiro através do Banco Corpcanca Colômbia e do Helm Bank. 

Plataforma da Petrobras registra vazamento
A Petrobras (PETR3; PETR4) registrou um vazamento de petróleo, gás natural e de sulfeto de hidrogênio em uma das suas plataformas no dia 21 de janeiro, disse o sindicato dos petroleiros. O vazamento na plataforma P-7, no campo Bicudo, na Bacia de Campos, a nordeste do Rio de Janeiro, aconteceu quando os trabalhadores estavam testando um poço ligado à plataforma. Com a pressão, seis parafusos de um medidor de calibração foram arremessados, afirmou o sindicato. Os trabalhadores levaram 30 minutos para controlar o vazamento, de acordo com o Sindipetro Norte-Fluminense. 

Eletropaulo vai a Justiça contra Aneel
A distribuidora de energia Eletropaulo (ELPL4) decidiu entrar com medida judicial nesta terça-feira para reverter decisão da agência reguladora que obriga a empresa a ressarcir cerca de R$ 626 milhões a consumidores. 
A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) negou o pedido da Eletropaulo de reconsiderar a decisão que mandou a distribuidora restituir os valores aos consumidores, segundo decisão publicada no Diário Oficial na terça-feira. "Com a publicação da decisão da Aneel negando o efeito suspensivo requerido, a companhia decidiu ingressar com medida judicial, proposta nesta data, objetivando revertê-la, por discordar do resultado do julgamento ... e por entender que existem sólidos elementos que sustentam o seu entendimento e direito", informou a Eletropaulo, em nota.

Vale divulga resultado no final de fevereiro
Na noite da véspera, a Vale (VALE3; VALE5) informou, por meio de comunicado enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), que irá divulgar seu resultado do quarto trimestre no dia 26 de fevereiro, após o fechamento dos mercados. No caso de Hong Kong, devido à diferença de fuso horário, a divulgação do relatório de produção e desempenho financeiro ocorrerá dia 27 de fevereiro, antes da abertura dos mercados. A teleconferência sobre os dados ocorrerá na quinta-feira, 27, às 10h (horário de Brasília). 

ANP nega prazo maior à OGX
A Óleo e Gás Participações (OGXP3), ex-OGX, teve pedido negado pela agência reguladora para postergar planos de avaliação de descoberta de duas áreas localizadas em blocos com prazo já vencido para esta atividade, o que poderá levar à devolução dos prospectos. A petroleira de Eike Batista solicitou postergação de planos de avaliação de descoberta para Itacoatiara, Viedma, Tulum e Vesúvio, na Bacia de Campos; além de Natal e Belém, na Bacia de Santos. A diretoria da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), entretanto, indeferiu o pedido de prorrogação em meados de janeiro, segundo a ata de reunião.

Em nota, a petroleira disse que a eventual devolução de alguma dessas áreas não afetará o plano de negócios da companhia, que irá constar do plano de recuperação judicial, uma vez que o valor econômico desses projetos não foi considerado em nenhuma das projeções da companhia. 

Cemig esclarece investimentos em gasoduto
A Cemig (CMIG4) divulgou na véspera comunicado ao mercado esclarecendo que vem desenvolvendo, juntamente com o governo de Minas Gerais, estudos para a implantação de um gasoduto que permita levar gás natural a Uberaba e a todo triângulo mineiro, pela importância estratégica deste energético para a região, cuja economia encontra-se em franca expansão. A nota veio após matéria de O Estado de S. Paulo apontar que a companhia iria investir R$ 1,8 bilhão no gasoduto. 

Energisa prevê investir R$ 3,3 bi no Grupo Rede
A Energisa (ENGI4), dona de oito distribuidoras do Grupo Rede (REDE3), prevê investir cerca de R$ 3,3 bilhões nessas empresas até 2017. O objetivo é melhorar a qualidade de serviços. O valor representa 35% a mais do que foi investido entre 2009 e 2011. Os recursos se somarão aos R$ 1,2 bilhão que a Energisa colocará no capital das empresas, conforme plano de recuperação sancionado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Ontem, a Aneel aprovou formalmente a transferência do controle das empresas para a Energisa. Os papéis da Energisa fecharam o pregão da véspera em queda de 4,34%, a R$ 2,20, enquanto os da Rede Energia registraram valorização de 23,58%, a R$ 1,31.

São Paulo vai levar à Justiça disputa sobre Três Irmãos
Diante do fracasso das negociações com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, o secretário de Energia do Estado de São Paulo, José Anibal, disse que vai defender na Justiça os interesses da Cesp (CESP6). Ao contrário do que pedia a estatal paulista, o governo federal manteve a decisão de não incluir a eclusa e o canal Pereira Barreto entre os ativos da hidrelétrica de Três Irmãos, no rio Tietê, que será relicitada pela União no dia 28 de março, conforme portaria publicada ontem no "Diário Oficial da União". A Cesp alega ter direito a receber uma indenização de R$ 3,2 bilhões pela usina de Três Irmãos, se incluídos o canal e eclusa. A EPE, porém, calcula que a estatal merece ser reembolsada em R$ 1,8 bilhão, sem os dois ativos. O governo paulista pretende receber esse valor rapidamente e brigar pela diferença nos tribunais.

 

Contato