Em mercados / acoes-e-indices

Voo alto: confira as ações que mais subiram na BM&FBovespa nos últimos dez anos

Ações da Hering teve um retorno de 3.519%, considerando a valorização das ações e os dividendos; Iochpe Maxion teve o segundo maior ganho da última década, segundo estudo da Economatica

SÃO PAULO - O Ibovespa amargou perdas de 15,50% no ano de 2013 e não começou este ano muito bem. Contudo, os investidores que apostaram em alguma - ou algumas - ações nos últimos dez anos tiveram muitos motivos para comemorar. Um estudo da Economatica mostra as vinte maiores valorizações do índice nos últimos dez anos, levando em consideração os papéis com volume diário de mais de R$ 1 milhão. Enquanto o Ibovespa registrou um avanço de 112,4% e de apenas 24% considerando a inflação do período, alguns papéis chegaram a registrar valorizações de cerca de 3500%.

Em destaque, está a Cia. Hering (HGTX3), que obteve um retorno de 3.519% considerando a valorização das ações e os dividendos. Contando apenas a alta dos papéis HGTX3, o retorno foi de 2.939% e, descontada a inflação do período, a alta foi bastante expressiva, de 2.014%. A tese de investimentos da companhia é bastante interessante, com uma mudança de planejamento estratégico que englobou diversas áreas, levando a criação e fortalecimento de novas marcas e de redefinir a sua atuação no mercado externo, para a comercialização das marcas principais na América Latina. 

Enquanto isso, a Iochpe Maxion (MYPK3) tem o segundo maior ganho da bolsa na última década, com alta de 2.190% entre 16 de janeiro de 2004 e 16 de janeiro de 2014 levando em conta a alta das ações mais os dividendos. Dentre outros papéis que se destacam, está empresas de setores mais defensivos e boas pagadoras de dividendos, como Ambev (ABEV3), elétricas e do setor de rodovias estas últimas, contudo, sofrendo na bolsa desde 2012 em meio às intervenções do governo nas empresas. 

Confira as maiores altas da bolsa nos últimos dez anos: 

Empresa Ticker

*Valorização da ação +
retorno com proventos (%)

*Valorização da ação
desconsiderando proventos (%)
*Valorização
descontando inflação e proventos (%)
*Prêmio em relação ao Ibovespa (em p.p.)
Cia Hering  HGTX3  3.519,5  2.939,6  2.014,9  3.404,9
Iochpe-Maxion  MYPK3  2.190,5  1.507,4  1.238,3  2.075,8
Alpargatas  ALPA4  2.132,5  1.434,6  1.204,4  2.017,8
CCR  CCRO3 1.572,1  951,5 877,0 1.457,4
BRF  BRFS3   1.415,2  1.138,3 785,3  1.300,6
Coelce  COCE5 1.316,4 393,4  727,6  1.201,7
Telebras  TELB4  1.140,2  1.140,2  624,6  1.025,5
Ultrapar  UGPA3  1.071,1 630,6  584,3 956,5
Guararapes  GUAR3  1.019,3  868,8  554,0  904,7
Ambev  ABEV3  1.008,1  868,6  547,4  893,4
Marcopolo  POMO4  981,7  676,4  532,0  867,0
 AES Tietê   GETI3  926,7  567,1   499,9  812,0
 GETI4  902,1  246,4  485,5  787,5
 Eternit  ETER3  854,4  225,3 457,7  739,8
 São Carlos  SCAR3  833,1  213,4  445,2  718,5
 Cemig  CMIG3  712,6  650,0  374,8  598,0
 Bradesco  BBDC3  666,8  192,5  348,0  552,1
 Lojas Americanas   LAME3 662,6  445,0  345,6  548
 LAME4  599,2  573,7  308,5  484,6
 Itaúsa  ITSA4  554,1  372,3  282,2  439,5
Ibovespa 114,6 114,6 25,4  -

 

Contato