Em mercados / acoes-e-indices

Efeito "Zé Mané": entenda como LLX, MMX e outras chegaram a subir 30% no fechamento

Muitos investidores esperavam que, com a mudança do índice na segunda, haveria um forte movimento dos fundos passivos no fechamento para adequar a carteira, e fizeram fortes operações vendidas durante o dia, se frustando no final

placa de aviso no Superporto do Açu - LLX
(Ricardo Moraes/Reuters)

SÃO PAULO - Um leilão de fechamento atípico, com diversas ações disparando no final do pregão. As ações da Prumo Logística Global, antiga LLX Logística (LLXL3) dispararam 32,65%, aos R$ 1,30, enquanto os papéis da MMX Mineração (MMXM3) tiveram uma alta de 26,87%, aos R$ 0,85. O índice do Ibovespa teve alta de 1,27%, aos 50.981 pontos - fortemente por esse movimento. 

Segundo um operador que não quis se identificar, ocorreu um "efeito Zé Mané" na Bovespa: muitos investidores esperavam que, com a mudança do índice na segunda-feira, haveria um forte movimento de venda dos fundos passivos no leilão de fechamento de hoje para adequar a carteira à nova composição do Ibovespa. Muitos investidores se anteciparam e esse possível movimento vendendo durante o pregão os papéis a descoberto com o objetivo de recomprá-los no leilão de fechamento por um preço menor. Mas como o movimento dos especuladores foi mais forte que o dos fundos passivos, a bomba acabou "estourando" no colo deles, que tiveram que recomprar essas ações a qualquer preço no leilão de fechamento para não ficarem vendidos em um papel que não haviam alugado durante o dia, evitando o descasamento e as multas da Bovespa. Das 72 ações do índice, 8 fecharam com alta superior a 10% (para ver todas, clique aqui). 

Os papéis mais afetados foram os que iam deixar o índice. A LLX e a MMX, por exemplo, iam praticamente sair do índice na segunda-feira. A Oi (OIBR3; OIBR4), que ia ver suas ações ordinárias saírem no próximo pregão, viram esses papéis subirem 27,07%, aos R$ 4,46 - enquanto os preferenciais subiram 17,43%, aos R$ 4,11. Outras fortemente impactadas pelo movimento foi a Brookfield (BISA3), que subiu 12,75%, aos R$ 1,15, enquanto a B2W Varejo (BTOW3) subiu 11,04%, aos R$ 14,99.

Quem saiu se deu bem...

Ação Cotação Oscilação
B2W ON R$ 14,99 +11,04%
Oi ON R$ 4,46 +27,07%
Usiminas ON R$ 12,35 +6,56%
Vanguarda Agro ON R$ 3,67 +10,21%
Transmissão Paulista PN R$ 27,20 +4,78%
MMX Mineração ON R$ 0,85 +26,87%

 

Quedas também impactadas
A ponta negativa da bolsa também foi impactada por esse movimento. Esperando uma forte movimento comprador, que não veio, várias ações que devem ganhar participação chegaram a operar em alta, mas fecharam em queda com o movimento especulativo. Especuladores compraram os papéis da Ecorodovias (ECOR3) - que deve entrar no índice na segunda-feira. Com a mudança de humor, o papel fechou com queda de 3,34%, aos R$ 14,20. Já os papéis da Ambev (ABEV3), que vão praticamente dobrar no índice, caíram 2,82%, aos R$ 16,90. 

Também chamaram atenção nesta sexta-feira, os ativos das duas companhias com maior participação no índice, a Petrobras (PETR3PETR4) e a Vale (VALE3VALE5). As duas empresas tiveram quedas mais acentuadas nesta sessão. As ações ordinárias da Petrobras caíram 3,03%, aos R$ 15,34, enquanto os preferenciais caíram 1,97%, aos R$ 16,42. As ordinárias da Vale recuaram 2,87%, aos R$ 33,81, enquanto os preferenciais caíram 1,57%, aos R$ 31,42. 

Quem entrou no índice se deu mal:

Ação Cotação Oscilação
BB Seguridade ON R$ 23,43 -2,17%
Ecorodovias ON R$ 14,20 -3,34%
Estácio ON R$ 19,63 -2,92%
Even ON R$ 7,85 -7,85%
Qualicorp ON R$ 21,82 -4,26%
Tractebel ON R$ 36,50 -0,05%

 

Contato