Em mercados / acoes-e-indices

Petro fecha acordo com empresa da Malásia; IPO da CPFL Renováveis pode girar R$ 1,5 bi

EBX deve deixar de ser holding das empresas de Eike; IPO da CPFL Renováveis pode movimentar R$ 1,5 bilhão

jaqueta laranja - plataforma - Petrobras
(Agência Petrobras)

SÃO PAULO - No noticiário corporativo, ganha destaque nesta amanhã a notícia de que a EBX deve deixar de ser a holding que reúne as empresas de Eike Batista, após a reestruturação da dívida do grupo, que está em andamento. Segundo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, a EBX irá se transformar numa gestora dos ativos que permanecerem com o empresário depois do processo de venda parcial ou integral que irá envolver todas as ramificações do grupo.

Ainda entre as empresas de Eike Batista, a  MMX Mineração (MMXM3confirmou que mantém discussões com diversos participantes de mercado, incluindo potenciais interessados na compra da mineradora citados na notícia do Valor da última segunda-feira, a Glencore Xstrata e a Trafigura, empresas estas que seriam potenciais compradoras dos ativos da companhia.

CPFL anuncia detalhes de IPO
A CPFL Renováveis, empresa de energia renovável do grupo CPFL, anunciou detalhes da retomada de sua oferta pública inicial de ações que pode movimentar cerca de R$ 1,5 bilhão, reiniciando um processo que havia sido interrompido em outubro passado. A distribuição primária e secundária de ações ordinárias da companhia tem como período de reserva para investidores interessados o periodo entre 4 a 16 de julho.

Petrobras fecha acordo com empresa da Malásia
A empresa malaia de serviços de petróleo e gás SapuraKencana Petroleum anunciou que fechou com a Petrobras (PETR3, PETR4) um contrato de US$ 2,7 bilhões envolvendo embarcações marítimas de suporte.  

A SapuraKencana afirmou que a unidade Sapura Navegação Marítima ganhou o contrato de 8 anos para a construção, afretamento e operação de três embarcações de apoio marítimo, com entrega prevista para o segundo trimestre de 2016 e construção fora do Brasil.

Banco Indusval anuncia compra do Banco Intercap
O Conselho de Administração do Banco Indusval (IDVL3, IDVL4aprovou a compra do Banco Intercap e o montante da operação será definido com base no valor patrimonial contábil de 30 de junho.

Segundo fato relevante, o patrimônio líquido do Intercap era de R$ 117 milhões em 30 de março de 2013. Na ocasião, a carteira de crédito total do banco era de aproximadamente R$ 350 milhões e o índice de Basileia de 15,13%.

Vicunha Têxtil aprova OPA
A Vicunha Têxtil (VINE3) aprovou, em reunião realizada na quarta-feira (26), a realização de OPA (Oferta Pública de Aquisição) para fechar o capital da companhia. O cancelamento do registro como empresa de capital aberto já tinha sido sugerido pelo Conselho de Administração da companhia. Conforme comunicado, o preço ofertado será de R$ 16,92 por ação para qualquer classe de ativo.

 

Contato