Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa retoma rali e sobe quase 2%; OGX e Petrobras lideram ganhos

Papéis da petrolífera de Eike Batista sobem mais de 15% nesta tarde, enquanto a estatal vê seus ativos decolarem 7,5% após resultado acima do esperado

plataforma da Petrobras
(Divulgação/Petrobras)

SÃO PAULO - Após amenizar os ganhos no começo da tarde, o Ibovespa retoma com forte instensidade o movimento de alta e registra nesta tarde variação positiva  de 1,67%, aos 55.156 pontos, segundo cotação das 15h12 (horário de Brasília). Na máxima do dia, o principal índice da bolsa brasileira chegou a subir 1,92%, quando bateu os 55.291 pontos.

Principal destaque do índice, as ações da OGX Petróleo (OGXP3) subiam 15,85%, cotadas a R$ 2,12. Dessa forma, a petrolífera de Eike Batista segue com o movimento de alta iniciado no dia 19 de abril - de lá pra cá, os ativos OGXP3 subiram cerca de 70%. Contudo, no acumulado em abril, eles ainda seguem com perdas de quase 10%.

Logo atrás da OGX, outra petrolífera dá o ar da graça no Ibovespa: a Petrobras (PETR3, PETR4). Após a companhia trazer um resultado melhor do que o esperado em seu balanço do 1º trimestre, divulgado na sexta-feira - o que motivou elevação de recomendações e preço-alvo por parte do Bank of America Merrill Lynch, Morgan Stanley e BB Investimentos. No mesmo horário, as ações ordinárias da petrolífera subiam 7,59%, cotadas a R$ 19,41, e as preferenciais avançavam 6,07%, a R$ 20,46.

Petro sobrepõe siderúrgicas
Segundo o sócio da Monte Bravo Investimentos, Marcelo Hamel, o Ibovespa responde à valorização das grandes empresas, que se sobrepõe ao desempenho de outros ativos com grande participação no índice, como siderúrgicas e instituições bancárias. 

"Companhias com grande participação no índice sobem forte nesta sessão, o que compensa a fraqueza no desempenho das ações de bancos e impulsiona o Ibovespa", comenta. Nesta segunda-feira, as ações da Usiminas (USIM3, USIM5) apresentam quedas de 2,68% para as ordinárias e 3,28% para as preferenciais. Outros papéis do setor e também os papéis ligados ao setor financeiro, no entanto, mostraram boa recuperação na parte da tarde e passam a operar em alta ou em leve baixa.

Esta segunda-feira marca também a estreia das ações da Smiles (SMLE3, R$ 23,80, +9,6%) e da BB Seguridade (BBSE3, R$ 16,84, -0,94%).

Focus mantém Selic
Já o relatório Focus do Banco Central manteve a expectativa para a taxa básica de juros em 2013, em 8,25% ao ano, e cortou em 0,25 ponto percentual a projeção para 2014, para os também 8,25% ao ano.A expectativa para o PIB (Produto Interno Bruto) manteve-se em alta de 3,0% em 2013. A expectativa para 2014 também foi mantida - alta de 3,50%.

Já para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), o relatório indicou uma leve alta nas estimativas para 2013 em relação à semana passada. Agora, a mediana das projeções adotadas pelo BC aponta que a inflação fique em  5,71% neste ano, ante projeção de 5,70% na semana anterior.

Política, reuniões e indicadores
Na Europa, o índice italiano FTSE MIB lidera os ganhos, com valorização de 1,54% após a nomeação de Enrico Letta como primeiro-ministro, abrindo caminho para a formação de uma coalizão para governar o país, após meses de indecisão política. Os demais índices da região têm variações bem mais amenas, ainda que no campo positivo.

Já na Ásia, os mercados japonês e chinês permanecem fechados devido a um feriado. Os demais índices apresentaram alta, com investidores aguardando dados sobre a indústria na China, indicadores nos EUA e as reuniões do Federal Reserve e do BCE (Banco Central Europeu), na quarta e na quinta-feira, respectivamente.

Nesta manhã, o Federal Reserve divulgou sua principal medida de inflação, o PCE - Core, que registra estabilidade após subir 0,1% em fevereiro. Já o Personal Income, que mede a renda do consumidor, subiu 0,2%, ante expectativa de alta de 0,3%.

Já o Pending Home Sales, que mensura a quantidade de contratos assinados para compra de casas, subiu 1,5%, ante expectativa de alta de 0,1% após queda de 1,0% em fevereiro.

Resultados e estreias na bolsa
Na agenda de resultados, 8 companhias apresentam seus números do primeiro trimestre de 2013. Entre os principais destaques ficam a Embraer (EMBR3), MMX Mineração (MMXM3), Oi (OIBR3;OIBR4) e Pão de Açúcar (PCAR4).

Na agenda econômica, o IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) recuou para 0,15% em abril, ante 0,21% de crescimento em março. Com isso, a variação positiva registrada no ano é de 0,98%, e em 12 meses, 7,30%.

 

Contato