Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa abre estável, na espera por novidades nos EUA

Investidores mantêm o foco nos EUA, onde a temporada de resultados, dados sobre a economia e reunião do Fomc concentram as atenções

ações - mesa - bolsa de valores - Bovespa - cotações
(Rafael Matsunaga/Wikimedia)

SÃO PAULO - O Ibovespa dá início aos negócios desta terça-feira (29) próximo da estabilidade, com ligeira queda de 0,10%, aos 59.969 pontos, enquanto os investidores aguardam por novidades no noticiário norte-americano.

Por lá a temporada de resultados corporativos continua intensa. Enquanto os investidores esperam pelos números da Ford, Pfizer e U.S. Steel, avaliam um lucro muito abaixo do esperado para a Philips. O mercado também aguarda pela reunião do Fomc (Federal Open Market Committee), que começa nesta terça, mas com uma decisão final apenas na quarta-feira.

As principais perdas do Ibovespa nesta manhã ficam com as ações da V-Agro (VAGR3, R$ 0,43, -2,27%), Energias do Brasil (ENBR3, R$ 12,09, -1,31%), Cetip (CTIP3, R$ 24,28, -1,30%), Copel (CPLE6, R$ 31,87, -1,18%) e Gerdau (GGBR4, R$ 16,91, -1,11%).

No cenário internacional, a manhã também foi marcada por uma certa estabilidade, mas logo os principais índices acionários ao redor da Europa passaram para o campo negativo. As principais perdas por lá ficam por conta do índice FTSE MIB, de Milão, com queda de 0,76%.

Os investidores também aguardam por alguns dados sobre a economia dos EUA. Às 12h (horário de Brasília), o mercado avalia o S&P/Case-Shiller Home Price de novembro, que mede os preços dos imóveis. Já às 13h, logo após o início das negociações no pregão norte-americano, será a vez do mercado avaliar a confiança dos consumidores em janeiro.

Na agenda local a FGV (Fundação Getulio Vargas) revelou que a confiança da indústria teve apenas uma ligeira alta entre dezembro e janeiro, subindo de 106,4 pontos para 106,5 pontos, a máxima desde junho do ano passado.

Olhos no Fomc
Em meio a essas informações, os investidores também prestam atenção à primeira reunião de política monetária dos EUA no ano, no mesmo dia em que a Índia cortou sua taxa básica de juro pela primeira vez desde abril do ano passado.

O Fomc dá início aos seus dois dias de reuniões nesta terça-feira. O encontro pode chamar atenção do mercado depois da última reunião ser marcada por alguns membros defendendo a retirada dos estímulos à economia antes do esperado.

 

Contato