Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa segue mercados internacionais e abre em leve queda

Negociações entre republicanos e democratas continuam sem solução nos EUA; dia tem vencimento de opções sobre ações

ações - corretores da bolsa - mercado financeiro - pregão
(Getty Images)

SÃO PAULO - Em linha com os mercados europeus, o Ibovespa dá início ao pregão desta segunda-feira (17) em queda de 0,26%, aos 59.451 pontos. Entretanto, os contratos futuros sobre índices de ações nos EUA mostram ligeiros ganhos.

O mercado continua à espera de um acordo entre republicanos e democratas nos EUA para evitar o abismo fiscal no início do próximo ano. Durante o fim de semana o republicano John Boehner disse aceitar aumento dos impostos para os milionários se Barack Obama concordar em cortar gastos em saúde e previdência social.

O principal índice da bolsa paulista fechou o pregão de sexta-feira em leve alta de 0,49%, aos 59.604 pontos e com uma alta acumulada de 5,02% no ano. O volume financeiro foi de R$ 7,56 bilhões. 

O dia ainda conta com o vencimento de opções sobre ações, o que costuma trazer um volume negociado - e uma volatilidade - maior para a bolsa.

Ainda no campo da política, o Japão elegeu durante o fim de semana Shinzo Abe, do partido liberal democrata, como primeiro-ministro. Com maioria no parlamento, a imprensa internacional diz que o novo governante irá levar adiante um programa de estímulos à economia e reduzir ainda mais a taxa de juros do país.

Para ficar de olho
Entretanto, o mercado deve ficar de olho em indicadores econômicos nos EUA. Às 11h30 (horário de Brasília) o 
país divulga o NY Empire State Index de dezembro, que mede a atividade industrial na região. Às 12h00 o país revela o Treasury International Capital, responsável por calcular a demanda estrangeira por títulos e ativos norte-americanos.

Por aqui o Relatório Focus mostrou uma nova queda nas projeções do mercado para o PIB (Produto Interno Bruto): antes estimada em 1,03%, agora a estimativa é de 1,00%. O IPCA (Índice Preços ao Consumidor Amplo) é visto em 5,60% para o fim deste ano.

 

Contato