Em mercados / acoes-e-indices

Lucro líquido da Alpargatas tem queda de 15,3% nos últimos doze meses

Medidas anunciadas no segundo trimestre ajudaram no aumento de receita da empresa em 15,7% ante o terceiro trimestre de 2011

Havaianas Alpargatas chinelo calçados
(Facebook)

SÃO PAULO - A Alpargatas (ALPA4) divulgou seu balanço referente ao terceiro trimestre reportando lucro líquido de R$ 74,1 milhões, queda de 15,3% ante o mesmo período do ano passado, entretando, em relação ao segundo trimestre o valor representou um avanço de 20,7%.

Já em relação à receita líquida, a companhia registrou R$ 794,2 milhões entre julho e setembro, com um aumento de 15,7% frente ao mesmo período de 2011 e de 9,2% comparado ao 2º trimestre de 2012.

Enquanto isso, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa encerrou o período em R$ 103,3, uma queda de 4,9% ante o terceiro trimestre do ano passado, mas uma alta de 38,8% quando comparado ao segundo trimestre deste ano.

No relatório do período entre abril e maio, a Alpargatas anunciou uma série de medidas a serem tomadas no terceiro trimestre. Agora, a empresa informou que entre os seis projetos, cinco foram realizados e um está em desenvolvimento.

Entre julho e setembro, a companhia aumentou os preços de sandálias e calçados esportivos, focou seus negócios em gestão de lucros, controlou as depesas operacionais e acelerou o ciclo de conversão de caixa, além disso, a empresa está apresentando uma recuperação de margens no mercado argentino.

Com isso, a companhia aumentou o volume de seus negócios de sandálias e calçados esportivos em 22,7%, que combinado ao reajuste de preços, resultou em um crescimento de receita de 25,1%. No ano as ações preferenciais da Alpargatas registraram alta de 31,46%, enquanto, o Ibovespa teve um avanço de apenas 1,06% no mesmo período.

 

Contato