Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa abre em queda e caminha para o 4º pregão negativo

Situação econômica na Espanha e temporada de balanços corporativos mexem com o humor do mercado

ações - corretores - bolsa - mercados
(Getty Images)

SÃO PAULO - Em linha com o mercado externo, a bolsa brasileira abre com perdas nesta terça-feira (22) e caminha para o quarto pregão em terreno negativo. Por volta de 10h15 (horário de Brasília), o Ibovespa recuava 0,81%, aos 58.227 pontos.

Dentre os papéis que são negociados nesta manhã, destaque para Marfrig ON (MRFG3, R$ 10,97, -5,27%),  Itaúsa PN (ITSA4, R$ 8,51, -2,74%),  Itaú Unibanco PN (ITUB4, R$ 28,57, -2,66%),  OGX ON (OGXP3, R$ 4,95, -1,98%) e Fibria ON (FIBR3, R$ 18,95, -1,97%). Sobre o Itaú, vale mencionar que o banco divulgou seu balanço nesta manhã, mostrando lucro líquido de R$ 3,412 bilhões no terceiro trimestre - queda de 13,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

O benchmark da bolsa paulista fechou a sessão de segunda-feira em queda de 0,38%, atingindo 58.700 pontos e registrando uma alta acumulada no ano de 3,43%. O volume financeiro foi de R$ 5,27 bilhões.

Cautela dá o tom
Com uma agenda pouco relevante, e eventos importantes programados para os próximos dias, os investidores optam pela cautela nesta terça-feira (23). A semana só começa a esquentar a partir de quarta-feira quando virão os PMIs de China e zona do euro, bem como o fim da reunião de dois dias do Federal Reserve.

Por enquanto, a situação econômica da Espanha e a temporada de balanços corporativos nacional, com números de companhias. Além do Itaú, que divulgou nesta manhã, os investidores aguardam após o fechamento do pregão o balanço trimestral de Cielo (CIEL3), Marfrig e Embraer (EMBR3).

Referências do dia
Lá fora, a Moody's reduziu o rating de cinco regiões espanholas, incluindo a Catalunha. Além disso, o banco central espanhol anunciou perspectiva de contração de 0,4% no PIB (Produto Interno Bruto) do país no terceiro trimestre.

Nos EUA, o presidente Barack Obama venceu o último debate contra o candidato Mitt Rommey, antes das eleições de 6 de novembro. Ao meio dia, será publicado o indicador da indústria da região norte-americana de Richmond e um relatório sobre o nível de confiança do consumidor da zona do euro.

Por aqui, o IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor Semanal) desacelerou para uma alta de 0,57% na terceira prévia de outubro, depois de subir 0,62% no período anterior, segundo a FGV (Fundação Getulio Vargas). A agenda também reserva a nota do setor externo do Banco Central.

 

Contato