Em mercados / acoes-e-indices

Mercado de trabalho nos EUA anima e Ibovespa fecha em forte alta de 3,12%

Criação de vagas no país foi de 165 mil, contra expectativa de 100 mil; na Espanha, primeiro-ministro sinaliza que pode pedir ajuda a fundos

SÃO PAULO - Em um dia bastante positivo para o mercado, o Ibovespa registrou forte alta de 3,12%, fechando aos 57.255 pontos e encerrando a semana mais uma vez no azul, com ganhos de 1,24%. Nesta sessão, o mercado repercutiu os dados muito melhores do que o esperado do mercado de trabalho nos EUA, que levaram a um ambiente de menor aversão ao risco para os investidores. O giro financeiro foi de R$ 6,43 bilhões.

Nos EUA, a criação de vagas foi de 165 mil, contra expectativa de 100 mil. Ainda por lá, também foi revelado que a atividade do setor de serviços expandiu um pouco mais do que era projetado, com o ISM Services passando de 52,1 para 52,6. 

Entretanto, o final da sessão foi afetado pelo corte do rating de 15 bancos italianos pela Standard & Poor's. "O risco de um evento de crédito se elevou para a Itália e para os bancos italianos", afirma a agência de classificação de risco. No total, 15 bancos tiveram seus ratings reafirmados, 15 foram rebaixados e um teve a sua perspectiva revista.

Destaque de ações 
Na ponta positiva do Ibovespa, estiveram as ações da Gafisa (GFSA3), com forte alta de 13,83%, aos R$ 2,88, seguida pelos papéis preferenciais da Usiminas (USIM5) e da B2W (BTOW3), com valorizações respectivas de 9,12% e 8,68%, cotadas aos R$ 7,90 e R$ 7,39.

As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 GFSA3 GAFISA ON 2,88 +13,83 -30,10 53,06M
 USIM5 USIMINAS PNA 7,90 +9,12 -21,67 85,38M
 BTOW3 B2W VAREJO ON 7,39 +8,68 -17,89 10,60M
 BISA3 BROOKFIELD ON 3,39 +8,65 -28,87 19,52M
 USIM3 USIMINAS ON 8,73 +8,45 -48,88 11,90M

As ações da TIM (TIMP3) registraram a maior desvalorização do Ibovespa, apesar do dia positivo do mercado, com perdas de 1,33%, aos R$ 8,88, seguidos pelos papéis da Light (LIGT3), com baixa de 1,26%, aos R$ 24,99.

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód. Ativo Cot R$ % Dia % Ano
 TIMP3 TIM PART S/A ON 8,88 -1,33 -2,01
 LIGT3 LIGHT S/A ON 24,99 -1,26 -9,95
 CRUZ3 SOUZA CRUZ ON 28,95 -0,52 +28,65
 TRPL4 TRAN PAULIST PN ES 56,00 -0,09 +2,01
 AMBV4 AMBEV PN 77,75 -0,09 +17,64

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram :

 Código Ativo Cot R$ Var % Vol1 Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN 19,94 +1,73 595,49M 47.596 
 VALE5 VALE PNA 36,50 +1,16 527,50M 26.515 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN EDJ 32,35 +3,03 259,32M 18.026 
 PETR3 PETROBRAS ON 20,67 +2,53 200,42M 14.141 
 BBAS3 BRASIL ON 23,12 +4,66 196,57M 17.851 
 BBDC4 BRADESCO PN EJ 32,29 +2,90 177,33M 14.733 
 GGBR4 GERDAU PN 18,90 +3,11 175,28M 22.306 
 PDGR3 PDG REALT ON 3,35 +2,76 164,16M 16.984 
 BVMF3 BMFBOVESPA ON 11,96 +5,47 144,47M 13.992 
 OGXP3 OGX PETROLEO ON 5,75 +3,05 132,51M 20.415 

* - Lote de mil ações
1 - Em reais (K - Mil | M - Milhão | B - Bilhão)
 

Europa
Já no front europeu, o primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy apontou que pode haver ajuda dos fundos de resgate ao país. Em coletiva à imprensa internacional, o político não respondeu se pedirá apoio do EFSF (Fundo Europeu de Estabilização Financeira), já que prefere esperar por mais informações sobre os planos da autoridade monetária.

Com isso, o rendimento dos títulos públicos de longo prazo do país mostrou queda de 4,4% no mercado secundário, novamente para abaixo da marca de 7%, aos 6,84%. 

Setor de serviços expande na China
No front asiático, o noticiário também foi positivo. Conforme apontado pelo PMI (índice de gerente de compras oficial), o setor de serviços da China se expandiu em julho a um ritmo saudável, em contraste com o setor industrial, passando de 56,7 pontos em junho para 55,6 pontos em julho.

Já o PMI compilado pelo instituto Markit, patrocinado pelo HSBC, foi na direção oposta, subindo para 53,1 em julho ante mínima de 10 meses de 52,3 em junho. Porém, ambas estiveram bem acima da marca de 50, indicando crescimento na atividade geral do setor.

No Brasil, contração da atividade 
Com a demanda mais fraca, o setor de serviços voltou a registrar contração em julho no Brasil, no ritmo mais rápido desde 2009, passando de 48,9 em julho, após atingir 53,0 no mês anterior, de acordo com o Markit. Entretanto, o Banco Central apontou que a demanda interna tende a se intensificar o nível de atividade nesse semestre, prevendo uma recuperação "gradual" da economia do País em seu Boletim Regional. 

Bolsas Internacionais
Em meio ao cenário de maior otimismo internacional, o índice Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia norte-americanas, fechou em alta de 2,00% e atingiu 2.968 pontos. Seguindo esta tendência, o índice S&P 500 valorizou-se 1,90% a 1.391 pontos, da mesma forma, o índice Dow Jones, que mede o desempenho das 30 principais blue chips norte-americanas, subiu 1,69% a 13.096 pontos.

Na Europa, o índice CAC 40 da bolsa de Paris registrou forte alta de 4,38% e atingiu 3.374 pontos; no mesmo sentido, o índice DAX 30 da bolsa de Frankfurt valorizou-se 3,93% chegando a 6.866 pontos e o FTSE 100, da bolsa de Londres, subiu 2,21% a 5.787 pontos.

Dólar
O dólar comercial fechou em queda de 1,12%, terminando a R$ 2,0272 na venda, refletindo o maior otimismo com a agenda econômica norte-americana. 

Renda Fixa
As taxas dos principais contratos de juros futuros fecharam em alta. O contrato de juros de maior liquidez nesta sexta-feira, com vencimento em janeiro de 2014, registrou uma taxa de 7,79%, com alta de 0,06 ponto percentual em relação ao fechamento de quinta-feira. 

No mercado de títulos da dívida externa, o título brasileiro mais líquido, o Global 40, fechou em alta de 0,12%, a 129,24% do valor de face.

Agenda da próxima sessão
Na agenda da próxima segunda-feira (6) não haverá dados relevantes nos Estados Unidos. Com isso, os investidores acompanham por aqui a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, relatório divulgado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos sócio-econômicos).

Ainda na agenda doméstica, estará o IGP-DI (Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna) de julho, divulgado pela FGV (Fundação Getulio Vargas) de julho. Como ocorre tradicionalmente, o Banco Central divulga o Relatório Focus, que compila a opinião de instituições financeiras sobre os principais índices macroeconômicos. Por fim, o Ministério de Comércio Exterior reporta os resultados da balança comercial.

 

Contato