Ações do J.P. Morgan Chase caem após o anúncio do resultado do quarto trimestre

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As ações do J.P. Morgan Chase estão em queda de 1,18%, negociadas a US$ 52,56. O J.P. Morgan Chase anunciou nesta quarta-feira que seu lucro operacional caiu 65% no quarto trimestre de 2000 – abaixo da expectativa do mercado -, fortemente pressionado pelas perdas ocorridas em investimentos, pelos custos da fusão e pela queda nas taxas de corretagem e de aconselhamento em ofertas de ações e debêntures.
A nova holding financeira surgiu de uma fusão, após o Chase Manhattan ter comprado o J.P. Morgan em um negócio fechado em 31 de dezembro de 2000. O J.P. Morgan Chase reportou lucro operacional de US$ 763 milhões, ou US$ 0,37 por ação no trimestre, comparado com o lucro de US$ 2,18 bilhões, ou US$ 1,09 por ação atingido no mesmo período do ano anterior. O consenso inicial de analistas projetava que o banco lucrasse US$ 0,45 por ação durante o quarto trimestre de 2000.
O J.P. Morgan Chase, que figura entre os maiores bancos norte-americanos, com mais de US$ 705 bilhões em ativos, avisou no mês passado que as fracas receitas de corretagem, altos custos e perdas em investimentos derrubariam o lucro, que deveria ser bem abaixo do esperado pelo mercado. Os aumentos das taxas de juros promovidos pelo FED no ano passado reduziram a demanda por novas ofertas de ações e debêntures no último trimestre, contribuindo para que o mercado de capitais se enfraquecesse, causando a queda das receitas dos bancos de investimentos e corretoras.

Compartilhe