Ações nos EUA

Ações de valor lideram em disputa com tecnologia em Wall Street

No último mês, os setores de energia, matérias-primas e financeiro lideraram o S&P 500. Tecnologia mostra o pior desempenho

New York Stock Exchange nyse bolsa americana mercado ações wall street
(Getty Images)

(Bloomberg) — A rápida rotação para ações de valor domina Wall Street, enquanto as antigas favoritas do mercado – ações de tecnologia – ampliam as perdas.

Globalmente, ações atreladas ao crescimento econômico mostram bom desempenho, e a alta das commodities ajuda a elevar as apostas de inflação no mercado de títulos para o maior nível em 15 anos.

Uma estratégia que aposta em ações dos EUA que parecem baratas em relação a papéis mais caros ganha força novamente na terça-feira, após registrar o maior ganho em dois meses na segunda-feira.

“A renovada liderança do valor como fator e a retomada mais ampla do apetite por risco sugerem que o ciclo econômico continua ao invés de atingir o pico”, segundo relatório de estrategistas da ISI da Evercore liderados por Dennis Debusschere.

O índice Russell 1000 Value acumula alta acima de 1,3% este mês, enquanto o Nasdaq mostra perdas. Tudo isso sacode o mundo dos fundos de índice, onde os ativos em ETFs de valor ultrapassaram os dos fundos que seguem o investimento em crescimento, segundo dados compilados pela Bloomberg Intelligence.

Com isso, investidores quantitativos que mantiveram ações de valor durante o histórico abalo causado pela pandemia agora são recompensados, e operadores que acumularam papéis do setor de tecnologia em segmentos especulativos, como nos fundos da ARK de Cathie Wood, estão recuando.

A estratégia há muito tempo preparava seu retorno. Ações de valor – ou aquelas com preços baixos em relação a algum indicador de fundamentos como resultados financeiros – são normalmente mais dependentes do ciclo de negócios do que estrelas da tecnologia como a Tesla. O desempenho desses papéis tem sido persistentemente fraco nos últimos anos, especialmente quando os lockdowns do ano passado levaram investidores a apostar ainda mais em empresas do segmento fique em casa, como na Zoom Video Communications.

Mas, embora muitos períodos de rali das ações de valor tenham se mostrado fugazes nos anos de ganhos pós-crise, muitos analistas agora dizem que as estrelas estão alinhadas para que este dure.

Expectativas de inflação mais altas tendem a favorecer ações de valor, uma vez que normalmente são acompanhadas de crescimento econômico mais rápido e rendimentos de títulos mais elevados, o que prejudica ações de tecnologia, cujas perspectivas de longo prazo agora precisam ser descontadas a taxas mais altas.

PUBLICIDADE

No último mês, os setores de energia, matérias-primas e financeiro lideraram o S&P 500. Tecnologia mostra o pior desempenho.

Até mesmo antigos céticos preveem que essa rotação ainda pode ir mais longe. Estrategistas do Sanford C. Bernstein, que uma vez em tom de brincadeira disseram que gestores de ações de valor não tinham clientes, afirmaram na sexta-feira que “há bastante munição sobrando”.

“As ações de valor continuam sendo a parte menos aglomerada do mercado”, escreveu a equipe em nota. “No longo prazo, essa rotação é apenas um ponto no persistente desempenho inferior do valor versus crescimento.”

Série gratuita ensina na prática como identificar ativos com excelente potencial de valorização. Clique aqui para se inscrever.