Destaques da bolsa

Ações de Vale e siderúrgicas sobem com commodities; construtoras saltam com recomendação do JPMorgan

Confira os destaques da B3 na sessão desta terça-feira (4)

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A sessão foi de ganhos praticamente generalizados para o Ibovespa nesta terça-feira (4) em meio ao ânimo do mercado com as medidas de estímulo da China que impulsionam os ativos de commodities. Vale (VALE3), siderúrgicas como CSN (CSNA3), Usiminas (USIM5), Gerdau (GGBR4) e Petrobras (PETR3;PETR4) registraram altas superiores a 2%.

O cobre subiu mais de 2% e teve a primeira alta em 15 dias em Londres, enquanto o minério de ferro avançou em Cingapura. Já o petróleo avançou, com o WTI em ganhos de mais de 2% e o brent subindo 1,2% com a expectativa pela reunião da Opep+, que pode decidir pela redução da oferta.

A Gol (GOLL4) viu seus papéis subirem forte com a queda do dólar e também com o anúncio de codeshare — quando uma companhia pode vender assentos em voos operados pela parceira — com a American Airlines, ampliando a oferta de ligações entre Estados Unidos e Brasil, o que permitirá também à americana avançar em destinos na América do Sul.

Aprenda a investir na bolsa

Apesar de amenizar após subir mais de 7%, a MRV (MRVE3) ficou entre as maiores altas do dia. A empresa comunicou na sexta que resolveu as questões sobre o investimento na sua subsidiária AHS Residential nos Estados Unidos. Segundo a MRV, houve uma conciliação de interesses entre o maior acionista individual no Brasil, Rubens Menin, e os outros acionistas.

Fora do índice, a PetroRio (PRIO3) amenizou após chegar a saltar 7%. A empresa informou que adquiriu, por US$ 140 milhões (R$ 588 milhões), o navio-plataforma OSX-3, além de 80% do campo petrolífero de Tubarão Martelo, vizinho ao campo petrolífero de Polvo, que já controla. Além disso, a Celulose Irani (RANI3) disparou até 6%: a companhia informou ontem que iniciará a migração das suas ações para o Novo Mercado da B3.

Confira mais destaques:

Construtoras

As ações das empresas imobiliárias saltaram até 7% nesta sessão após o JPMorgan elevar sua recomendação para as companhias, em especial a MRV e a Tenda, com uma visão melhor para o segmento de baixa renda.

A MRV teve seu preço-alvo elevado de R$ 20 para R$ 25, com a recomendação passando de neutra para “overweight”, enquanto a Tenda foi para R$ 42, contra R$ 28 anteriormente.

Outras empresas do setor também tiveram o preço-alvo elevado: Direcional (de R$ 15 para R$ 20); Even (de R$ 16 para R$ 20); EzTec (de R$ 50 para R$ 65); e Cyrela (de R$ 32 para R$ 38).

Petrobras (PETR3;PETR4)

PUBLICIDADE

A Petrobras divulgou na noite de ontem o teaser (oportunidade de aquisição) para a venda da sua participação em dois blocos na Bacia Pará-Maranhão. Os blocos são o BM-PAMA-3 e BM-PAMA-8. A estatal petrolífera brasileira tem 100% do BM-PAMA-3 e 80% do BM-PAMA-8. Os 20% restantes do BM-PAMA-8 são da estatal petrolífera chinesa Sinopec, que poderá exercer o direito de preferência e adquirir a participação da Petrobras. A companhia informou que o desinvestimento faz parte do seu plano de entregar maior valor aos acionistas.

Vale destacar que o prazo para que os investidores reservem ações da Petrobras na oferta que será feita pelo BNDES termina nesta terça-feira. O banco de fomento vai vender 9,86% dos papéis ordinários (ON, com direito a voto) da estatal, o que representa 611,8 milhões de papéis.

A Petrobras informou ontem que a paralisação dos petroleiros, iniciada no dia 1º , não provocou impactos na produção a produção de petróleo, combustíveis e derivados.

Na segunda-feira, a Federação Única dos Petroleiros (FUP), informou que cerca de 14.750 trabalhadores aderiram à paralisação, o que representa 80% do total de 18.434 trabalhadores de 12 estados da federação que aderiram ao movimento. Petrobras não confirmou o número de funcionários que aderiram à greve.

O movimento contesta as mil demissões feitas pela Petrobras na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen-PR), segundo a FUP sem respeitar o acordo coletivo de trabalho. Durante o dia, ocorreram atos e acampamentos em diversas unidades da Petrobras em diversos estados do país.

De acordo o diretor da FUP, Devyd Barcelar, após manifestações de apoio em diversos estados, a gestão da companhia permitiu a entrada de comida e bebida para os diretores da FUP e do Sindiquímica-PR que ocupam o prédio da companhia no Paraná. “Continuaremos resistindo e exigindo que a Petrobras sente à mesa para dialogar conosco. Não vamos aceitar calados o desmonte da companhia, demissões em massa e não cumprimento das cláusulas do acordo coletivo”, disse.

Suzano (SUZB3) e Klabin (KLBN11)

Os preços de celulose de fibra curta na China tiveram a quinta alta consecutiva esta semana (US$ 0,90 a tonelada), para US$ 462,40 a tonelada. “Acreditamos que os preços estejam próximos de um piso, reforçados pela continuidade do movimento de desestocagem da Suzano. Seguimos com uma visão positiva para o balanço de oferta/demanda no médio/longo prazo”, destacam os analistas da XP Investimentos.

Gol (GOLL4) e Smiles (SMLS3)

Os acionistas da Gol se reunirão em 5 de março, às 14h, segundo edital de convocação, e acionistas da Smiles se reunirão no mesmo dia, às 9h, segundo ata da reunião do conselho de 3 de fevereiro. As assembleias discutirão a reorganização na qual as ações da Smiles serão incorporadas pela GLA, e as ações da GLA serão incorporadas pela Gol.

PUBLICIDADE

Os acionistas da Smiles também deverão aprovar a saída voluntária da companhia do segmento do Novo Mercado da B3, “com a dispensa
da realização de oferta pública de aquisição”. As “condições financeiras anteriormente anunciadas estão integralmente mantidas”, disseram as companhias nos comunicados.

Mitre (MTRE3)

A construtora Mitre teve suas ações precificadas em R$ 19,30 cada no IPO (Oferta Pública Inicial), ficando no topo da faixa indicativa, que partia de R$ 14,30.

Com isso, a companhia pode levantar R$ 876,2 milhões, considerando apenas a oferta primária de 45,4 milhões de ações. Poderá, porém, haver ainda um lote adicional na oferta, de 4,2 milhões de ações.

Além disso, existe a chance de ser colocada uma oferta secundária de mais 4,8 milhões de ações, que seriam vendidas pelos empresários Fabrício Mitre e Jorge Mitre, da família controladora da empresa.

As ações começam a ser negociadas a partir de quarta-feira (5) sob o código MTRE3.

A Mitre é uma construtora e incorporadora com foco nos segmentos de média e alta renda em São Paulo.

Marcopolo (POMO4) e Vivara (VIVA3)

O Itaú BBA incluiu a ação da Marcopolo na sua carteira, enquanto retirou o papel da Vivara do portfólio de dez ações. Segundo o BBA, a equipe de análise de ações bens de capital do banco projeta um “grande 2020”, com o lucro da fabricante gaúcha de ônibus e encarroçadora de chassis de ônibus de outras marcas ganhando “ímpeto” neste ano.

“Nossos analistas projetam volumes maiores de vendas de ônibus para este ano, bem como um incremento nos preços e uma maior lucratividade” para a Marcopolo. Já em relação à Vivara, o BBA explica que está realizando lucros após uma apreciação de 37,3% no papel da joalheria, ante um retorno bem menor de 3,6% no Ibovespa. “A Vivara teve um desempenho muito bom, mas preferimos incluir um papel com maior potencial de alta”, explica o Itaú BBA.

PetroRio (PRIO3

PUBLICIDADE

A PetroRio informou ontem que comprou por US$ 140 milhões (R$ 588 milhões, aproximadamente) a embarcação OSX-3 e 80% do campo petrolífero de Tubarão Martelo, onde a OSX-3 está atualmente afretada.

A PetroRio informou que a aquisição permitirá a interligação entre os campos de Polvo e Tubarão Martelo, levando a uma sinergia e redução dos custos de operação. A companhia acredita que reduzirá os custos operacionais dos dois campos de US$ 200 milhões para US$ 80 milhões anuais. A PetroRio informou que a aquisição da embarcação OSX-3 teve a contribuição da Prisma Capital, que financiou US$ 100 milhões.

Bradesco (BBDC3;BBDC4)

A corregedoria do Ministério da Economia proferiu decisão pelo arquivamento do processo administrativo contra o Bradesco aberto após a realização da Operação Zelotes. A decisão foi publicada nesta segunda-feira, 3, no Diário Oficial da União.

Em comunicado, o Bradesco informa que a decisão segue integralmente o Relatório Final da Comissão Processante, parecer da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, e o Despacho Conjunto da Coordenadoria Geral da Gestão e Administração e da Chefia da Divisão de Assessoria e Julgamento, que apontaram a inexistência de prova de que o banco tenha oferecido vantagens indevidas a agentes públicos envolvidos na operação.

Irani (RANI3

A Celulose Irani, de Santa Catarina, informou ontem que iniciará a migração das suas ações para o Novo Mercado da B3. Segundo a empresa, as ações preferenciais serão convertidas em ações ordinárias, e um plano para a migração será traçado em nova reunião do Conselho de Administração.

brMalls (BRML3)

A brMalls, proprietária e administradora de shoppings centers, comunicou que adquiriu mais 5% do Shopping Villa-Lobos, na Zona Oeste da capital paulista. Com a aquisição, a participação da empresa carioca no Villa-Lobos passou a 63,4% do centro comercial, localizado em uma área relativamente nobre da capital paulista. O Villa-Lobos tem um mix de mais de 220 lojas, o Teatro Opus, com 700 lugares, e vários restaurantes. A empresa BR Malls informou que abrirá um supermercado St. Marché no Villa-Lobos em 2020. A BR Malls pagou R$ 48,3 milhões nos mais 5% de participação do empreendimento.

BrasilAgro (AGRO3

A BrasilAgro anunciou que obteve um lucro líquido de R$ 20,4 milhões no quarto trimestre do ano passado. O resultado é positivo, considerando que em igual período de 2018 houve prejuízo de R$ 513 mil. Já o Ebitda da empresa foi de R$ 48,1 milhões no quarto trimestre, um avanço de 45,9% sobre os R$ 33 milhões de igual período de 2018.

A receita líquida da empresa foi de R$ 271,9 milhões no quarto trimestre, composta em R$ 247,9 milhões coma venda de produtos agrícolas e R$ 24 milhões com a venda de fazendas. Houve uma expansão de 32% na receita líquida com a venda de produtos agrícolas no quarto trimestre, enquanto na venda de fazendas, houve uma queda de 81,5% na receita.

A BrasilAgro atua na exploração de terras agrícolas, com o cultivo de soja, milho, algodão e cana-de-açúcar, bem como na atividade pecuária. A empresa também compra e vende fazendas. “Iniciamos 2020 com uma grande conquista, a incorporação da Agrifirma”, disse a administração em mensagem.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações

(Com Bloomberg, Agência Brasil e Agência Estado)