Ações de BRF, JBS, Marfrig e Minerva sobem: o “efeito balanço da Pilgrim’s” na sessão desta 2ª

Pilgrim’s Pride teve resultado acima do esperado, impulsionando o setor na B3; recuo do preço dos grãos e diminuição da oferta de aves foram principais propulsores do resultado da subsidiária da JBS

Vitor Azevedo

Publicidade

As ações dos frigoríficos brasileiros subiram na sessão desta segunda-feira (26) repercutindo a publicação do resultado da Pilgrim’s Pride, braço voltado à aves da JBS (JBSS3) nos Estados Unidos. Os papéis da controladora avançaram 4,19%, enquanto a BRF (BRFS3) subiu 3,78%. As ações da Minerva (BEEF3) ganharam 2% e as da Marfrig (MRFG3), 3,87%.

A Pilgrim’s Pride teve um lucro líquido de US$ 134 milhões no período que vai de outubro a dezembro do ano passado, revertendo o prejuízo de US$ 155 milhões de um ano antes. A receita líquida da companhia ainda saltou 9,7%, para US$ 4,52 bilhões, e o Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) subiu quase cinco vezes, chegando a US$ 309,5 milhões. As ações da Pilgrim’s subiram 8,04% após o balanço na Bolsa dos EUA.

O resultado, segundo a própria companhia, reflete a queda dos preços das commodities no mercado americano, em especial soja e milho, e a aposta da Pilgrim’s em alimentos preparados, de maior valor agregado. Os números foram bem recebidos por analistas. 

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Em termos de fundamentos, os resultados mostraram melhorias sequenciais significativas em suas margens de Ebitda nos EUA, no Reino Unido e na Europa”, pontua o time do Bradesco BBI. “O Ebitda ajustado superou o consenso em 11%, com uma margem ajustada de 6,8%, versus a expectativa de mercado de 6,3%. O preço da ação da JBS subiu 2% no pré-mercado, com base nesses resultados melhores que o esperado”, explica.

O Goldman Sachs, além disso, diz também que o desempenho foi fortalecido pelos itens que ficam abaixo do Ebitda, como taxas de imposto mais baixas e menores gastos financeiros. Segundo eles, a gerência destacou melhorias contínuas apesar dos mercados voláteis, especialmente em commodities.

O resultado da Pilgrim’s Pride aumenta as expectativas para a performance dos frigoríficos brasileiros no quarto trimestre. Hoje, após o fechamento do mercado, a BRF divulga seu resultado, com analistas esperando uma melhora da companhia no intervalo

Continua depois da publicidade

O fator principal, que deve puxar os resultados para cima, é a já mencionada redução de custos. O fim do ano passado foi marcado pela queda das commodities agrícolas, com os juros mais altos nas principais economias do mundo pesando do lado da demanda. Fora isso, sinais de fraqueza da economia da China também derrubaram os preços de produtos como soja e milho. 

Mas fora os custos, os analistas também enxergam melhorias do lado dos ganhos, já que os preços de aves subiram. Entre os motivos para alta dos preços, analistas apontam o temor de produtores com a gripe aviária, que levou a uma diminuição da produção, fora a sazonalidade do quarto trimestre, com datas festivas aumentando a demanda e os feriados impactando negativamente os cortes.