Combinação de bases acionárias

Ações da Lojas Americanas (LAME3;LAME4) disparam quase 28% com reestruturação; Americanas (AMER3) tem alta de 4,3%

Companhias informaram que analisam uma potencial combinação de suas bases acionárias no Novo Mercado

Americanas (Foto: Facebook)

SÃO PAULO – As ações da Lojas Americanas (LAME3;LAME4) dispararam no pregão desta segunda-feira (18), enquanto os papéis da Americanas (AMER3) encerraram as negociações com alta de mais de 4%. Já o Ibovespa fechou em leve baixa, de 0,20%.

Os papéis LAME3 encerraram o pregão com alta de 27,62%, negociados a R$ 6,33, as ações LAME4 tiveram alta de 20,72%, a R$ 6,41, enquanto AMER3 subiu 4,33%, a R$ 39,07.

Puxou o valor das ações o comunicado das empresas, divulgado hoje mais cedo, de que avaliam eventual reorganização societária anterior à listagem internacional, combinando, no Brasil, as respectivas bases acionárias das empresas no Novo Mercado da B3.

Em meio à reorganização societária, as companhias têm como objetivo final de migrar sua base acionária para uma nova sociedade, com sede no exterior, cujas ações seriam listadas na NYSE ou na NASDAQ.

Após a notícia, os analistas da XP mantiveram a recomendação de compra para AMER3 e preço alvo de R$ 82 por ação.

O Itaú BBA destaca ver isso como positivo para as ações LAME3 e LAME4. Após a mudança na estrutura, na qual a B2W incorporou os ativos operacionais da Lojas Americanas, as ações da LAME tornaram-se “empresas de fachada”, detendo apenas ações da AMER3 e, portanto, apresentando um desconto de holding para o ativo de sua propriedade.

“Com essa combinação, acreditamos que esse desconto pode deixar de existir. Nesse caso, esperaríamos que LAME3 e LAME4 subissem 40% e 31%, respectivamente”, avaliam os analistas.

Já o Bradesco BBI aponta que o movimento foi inesperado. Segundo os analistas do banco, contudo, esta foi uma boa notícia porque a proposta melhora a governança corporativa por ter apenas uma classe de ações listadas no Novo Mercado; simplificaria a estrutura, já que Lojas Americanas provavelmente será extinta como uma holding; e sugere que as empresas têm ouvido os investidores e suas preocupações.

“Não há detalhes sobre como isso será feito ou quais as relações de troca de ações (para detentores de LAME recebendo AMER). Mas, dado que uma das principais motivações parece ser a melhora da governança corporativa, ficaríamos surpresos em ver algo que seria visto como injusto para os minoritários”, apontam os analistas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Eles também destacaram esperar ver uma recuperação significativa nas ações LAME3 e LAME4 por conta da notícia, visto que a empresa é negociada com um desconto de 25% em relação ao valor de sua participação de cerca de 39% na Americanas (AMER3). Assim a expectativa era de que esse desconto deva diminuir substancialmente.

“Aproveitamos para apresentar um preço-alvo de 2022 de R$ 50 para AMER3, acompanhando a consolidação de nossos modelos de e-commerce (antigo B2W) e lojas (Lojas Americanas), além de apresentar um novo preço-alvo para 2022 de R$ 8 para LAME4. Mantemos a recomendação de ambas em neutra devido à nossa postura cautelosa em relação ao e-commerce”, avaliam os analistas.

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.