Ações da American Express caem após empresa projetar lucro menor em 2001

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

A American Express anunciou ontem após do fechamento regular do pregão os resultados referentes ao quarto trimestre de 2000, que foram em linha com as expectativas do mercado. Entretanto a empresa divulgou que a atual fragilidade do mercado financeiro associado ao desaquecimento econômico mundial poderá pressionar o lucro por ação em 2001.

Neste sentido, a American Express indica que deverá atingir o menor nível projetado para o crescimento do lucro por ação no próximo ano, de 12%. O consenso inicial de analistas apontava lucro de US$ 2,35 para 2001, o que representa um acréscimo de 13,5% sobre o lucro verificado no ano 2000.

A instituição de serviços financeiros lucrou US$ 677 milhões no quarto trimestre de 2000, ou US$ 0,50 por ação diluída, acima do lucro de US$ 606 milhões, ou US$ 0,44 por ação registrado no mesmo período do ano anterior. A receita da empresa subiu para US$ 5,7 bilhões no quarto trimestre de 2000, contra faturamento US$ 5,2 bilhões reportado no mesmo período do ano anterior.

As ações da American Express, que compõem o Dow Jones Industrial, que mede o desempenho das 30 blue chips norte-americanas, fecharam o pregão de ontem em forte queda de 7,46% em relação ao fechamento anterior. No after-market os papéis da empresa recuperaram um pouco da perda ao fechar cotada a US$ 45,625, em alta de 1,39% em relação ao fechamento regular.

Compartilhe