Fechando em alta

Acelerando os ganhos no final da sessão, Ibovespa fecha em alta de 0,63%

Índice alternou entre perdas e ganhos durante o intraday; Braskem e Usiminas registraram forte ganhos, enquanto Petrobras teve queda

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Com forte volatilidade durante toda a sessão, o Ibovespa acelerou os ganhos no final desta terça-feira (29). Com isso o benchmark da bolsa fechou com ganhos de 0,63%, aos 60.406 pontos. A alternância entre perdas e ganhos decorreu em meio às expectativas com o início da primeira reunião do Fomc (Federal Open Market Committee) de 2013; na última ata, alguns economistas defenderam a retirada dos estímulos à economia. O giro financeiro da sessão foi de R$ 6,88 bilhões.

O mercado aguarda pela reunião do Fomc nos EUA, que começa nesta terça-feira, com decisão final apenas na quarta-feira. O encontro pode chamar atenção do mercado depois da última reunião ser marcada por alguns membros defendendo a retirada dos estímulos à economia antes do esperado.

Ainda por lá, o S&P/Case-Shiller Home Price de novembro, que mede os preços dos imóveis, caiu 0,1%. Já a confiança dos consumidores em janeiro atingiu 58,6 pontos, bastante abaixo do esperado. 

Braskem lidera alta do índice 
Na ponta positiva do índice, destaque para os papéis da Braskem (BRKM5; R$ 14,77, +5,20%) e da Gol (GOLL4; R$ 15,00,+4,31%), que lideraram a ponta ponta positiva do índice. Já as siderúrgicas também registraram alta. A Usiminas (USIM3USIM5)  teve ganhos de 3,47% para as ações ordinárias, aos R$ 11,34 e de 2,61% para os ativos preferenciais, cotados a R$ 10,62. 

Dentre os destaques negativos, a Petrobras (PETR3;PETR4) viu suas ações ordinárias caírem 1,63%, a R$ 19,28, enquanto os papéis preferenciais tiveram baixa de 1,34%, aos R$ 19,11, atenuando as perdas após terem caído cerca de 2,7%. Liderando as baixas, por sua vez, estiveram as ações da Suzano (SUZB5), com baixa de 3,84%, aos R$ 7,27; outra empresa de papel e celulose viu as suas ações caírem, mas que diminuíram as perdas nos minutos finais: os papéis da Fibria (FIBR3) tiveram baixa de 1,01%, aos R$ 24,40. As maiores altas, dentre as ações que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 BRKM5 BRASKEM PNA14,77+5,20+15,3952,87M
 GOLL4 GOL PN N215,00+4,31+16,2842,81M
 USIM3 USIMINAS ON11,34+3,47-17,043,02M
 OIBR3 OI ON9,32+3,21+1,7515,68M
 UGPA3 ULTRAPAR ON48,26+3,12+4,2664,63M

As maiores baixas, dentre os papéis que compõem o Índice Bovespa, foram:

 Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
 SUZB5 SUZANO PAPEL PNA INT7,27-3,84+3,5630,95M
 ENBR3 ENERGIAS BR ON11,96-2,37-4,249,99M
 VAGR3 V-AGRO ON0,43-2,27+4,881,64M
 CESP6 CESP PNB20,15-2,09+3,9212,79M
 LLXL3 LLX LOG ON2,36-1,67-1,6716,29M

As ações mais negociadas, dentre as que compõem o índice Bovespa, foram :

 CódigoAtivoCot R$Var %Vol1Neg 
 PETR4 PETROBRAS PN19,11-1,34511,08M29.214 
 VALE5 VALE PNA38,13+1,17484,42M20.733 
 BBDC4 BRADESCO PN36,17-1,15374,35M23.898 
 ITUB4 ITAUUNIBANCO PN34,75-0,14359,23M18.794 
 OGXP3 OGX PETROLEO ON4,74+1,50163,72M13.040 
 BRML3 BR MALLS PAR ON26,05+0,19161,31M13.486 
 CCRO3 CCR SA ON20,50+1,18141,08M9.811 
 CIEL3 CIELO ON56,22+2,22131,23M7.396 
 BBAS3 BRASIL ON25,02+1,25129,81M11.676 
 VALE3 VALE ON39,24+1,16124,47M8.254 

* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)
 

Agenda doméstica e Europa
Na Europa, Peter Praet, membro do BCE (Banco Central Europeu) afirmou que a instituição deve fornecer liquidez necessária para os mercados funcionarem de maneira efetiva e para ajudar a frágil economia da zona do euro. Já o Japão aprovou o projeto de orçamento no valor de US$ 1,02 trilhão para o próximo ano fiscal.

PUBLICIDADE

Na agenda local a FGV (Fundação Getulio Vargas) revelou que a confiança da indústria teve apenas uma ligeira alta entre dezembro e janeiro, subindo de 106,4 pontos para 106,5 pontos, a máxima desde junho do ano passado.