Impulso com pandemia

Ação de fabricante de luvas médicas ganha destaque após rali de 4.000% na Bolsa da Polônia

A empresa de controle familiar, que durante anos enfrentou desafios para dar lucro, recebeu forte impulso com a pandemia de Covid-19

arrow_forwardMais sobre

(Bloomberg) — A Mercator Medical vai fazer parte do índice acionário de referência da Polônia, após um rali impressionante para uma empresa antes pouco conhecida que aproveitou a crescente demanda global por luvas médicas no auge da pandemia. A empresa substituirá o Alior Bank no indicador.

A operadora de uma fábrica de luvas de látex na Tailândia é avaliada em 3,7 bilhões de zlotys (US$ 972 milhões) depois da alta de 4.141% no ano passado. Afetado por provisões relacionadas ao vírus, o Alior perderá o lugar no índice WIG20 da Bolsa de Varsóvia com ações de maior peso e mais negociadas a partir de 22 de março, informou a bolsa em comunicado. A ação da Mercator subiu 2,3%, e o papel do Alior caiu 3% na sexta-feira.

A empresa de controle familiar, que durante anos enfrentou desafios para dar lucro, recebeu forte impulso com a pandemia de Covid-19 devido à concorrência limitada na Europa e aos preços exorbitantes dos equipamentos médicos.

A Mercator, acompanhada por um único analista, registrou quase 1 bilhão de zlotys em lucro no ano passado, o que permitiu quitar todos os empréstimos. A empresa tem caixa de 535 milhões de zlotys, que planeja usar para construir um fábrica e pagar dividendos.

Ainda assim, a forte valorização, puxada principalmente por operadores varejo confinados em casa, levanta dúvidas sobre a sustentabilidade quando a pandemia for controlada, de acordo com o BOS Bank.

Estagnado em sua profissão? Série gratuita do InfoMoney mostra como você pode se tornar um Analista de Ações em 2021. Clique aqui para se inscrever.