Ação da Telesp lidera sugestões em carteiras de dividendos para maio

Levantamento realizado pela InfoMoney contém os portfólios mensais de proventos recomendados por 5 instituições

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As ações da Telesp receberam o maior número de recomendações nas carteiras de dividendos dos analistas para o mês de maio, segundo levantamento realizado pela InfoMoney que incluiu cinco portfólios sugeridos por corretoras.

Perfil defensivo agrada analistas

Das cinco instituições pesquisadas, quatro listaram os títulos da Telesp em suas sugestões. Como de costume, o principal elemento motivador das perspectivas otimistas à empresa continua sendo seu sólido histórico de distribuição de dividendos, que aumenta a atratividade dos papéis em tempos de incertezas, como o atual.

A Spinelli é uma das corretoras que considera a companhia uma boa alternativa defensiva para o atual momento de crise, em virtude de sua baixa alavancagem financeira, estável geração de caixa, atuação em mercado bem consolidada e atraente política de distribuição dos proventos.

Aprenda a investir na bolsa

No mesmo sentido, a equipe da SLW classifica os ativos da operadora como uma boa opção para carteiras que visam dividendos, uma vez que seu fluxo de caixa se mantém forte com a exploração da banda larga.

O Santander, por sua vez, acredita que a Telesp seja uma das apostas mais defensivas dentro do seu universo de cobertura, devido a fatores como seu dividend yields. Deste modo, cabe destacar as projeções do Unibanco de 13% para o indicador de retorno em 2009, um ponto percentual acima da estimativa do Banif.

AES Tietê aparece na segunda posição

Na segunda colocação, aparecem os papéis preferenciais da AES Tietê com três recomendações. Basicamente, as boas perspectivas dos analistas se apóiam no fato de a empresa contar com uma boa política de distribuição de seus lucros e ser uma forte geradora de caixa.

A Brascan, que elevou recentemente os papéis para outperform (acima da média), vê na distribuição de dividendos um dos principais atrativos da companhia, sendo esperado para este e para o próximo ano um dividend yield próximo de 10%.

Isso se deve ao fato de a empresa possuir uma baixa necessidade de investimento e possuir um caixa consistente e previsível, já que ela tem até 2015 toda sua energia assegurada contratada junto à coligada AES Eletropaulo. Os múltiplos atraentes também foram destacados pela corretora.

Feia a análise, destaque para os resultados da AES Tietê no primeiro trimestre do ano, quando apresentou um crescimento de 26% em seu lucro líquido, totalizando R$ 215 milhões. No release que acompanhou os números, a empresa também anunciou que distribuirá R$ 215,3 milhões na forma de dividendos, sendo R$ 0,54 por ação ordinária e R$ 0,59 por ação preferencial.

Eletropaulo completa o pódio

PUBLICIDADE

Já com duas sugestões, os ativos preferenciais classe B da Eletropaulo completam o pódio. A equipe da SLW destaca a estabilidade da empresa, assim como o reflexo de sua reestruturação financeira, que tem gerado um bom nível de proventos.

A Socopa, por sua vez, afirma que a geração de caixa da companhia é constante, já que nos últimos quatro anos seu Ebitda (geração operacional de caixa) apresentou crescimento em torno de 15%, ficando acima do reajuste acumulado das tarifas no período. Em adição, a corretora também exalta a baixa necessidade de investimento da companhia elétrica.

Segundo a instituição, esses dois fatores permitem que a Eletropaulo tenha uma política de distribuição de dividendos agressiva e, após a reestruturação financeira pela qual passou, o fluxo de caixa foi desobstruído, podendo assim distribuir praticamente 100% do lucro a seus acionistas, dando à empresa o status de um dos mais altos dividend yields do mercado.

Confira as mais recomendadas em dividendos:

AçãoRecomendações
Telesp PN4
AES Tietê PN3
Eletropaulo PNB2

As cinco carteiras recomendadas de pagadoras de proventos selecionadas neste mês são de: Bradesco, Coinvalores, Fator, Itaú e SLW.