Abertura de capital

Ação da Pague Menos (PGMN3) fecha com disparada de 21,18% em seu primeiro pregão na Bolsa

A companhia teve a ação precificada na segunda-feira (31) a R$ 8,50 na abertura de capital

arrow_forwardMais sobre
Pague Menos
Pague Menos (Foto: Divulgação/Facebook)

SÃO PAULO – A ação da Pague Menos (PGMN3) estreou na Bolsa brasileira na sessão desta quarta-feira (2) em forte disparada. Os papéis PGMN3 fecharam em alta de 21,18%, a R$ 10,30, após chegarem a uma máxima de 28,82%, a R$ 10,95, na sessão. O volume negociado pelos papéis foi de R$ 150,8 milhões.

A companhia teve a ação precificada na segunda-feira (31) a R$ 8,50 na abertura de capital – abaixo da faixa indicativa, que variava entre R$ 10,22 e R$ 12,54. Com a venda de 101.054.482 ações, a captação foi de cerca de R$ 859 milhões.

A rede de farmácias Pague Menos é a terceira maior do Brasil em número de lojas, de acordo com dados da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (ABRAFARMA). A empresa foi criada no Ceará em 1981 e está presente em todos os Estados brasileiros e no Distrito Federal, contando com mais de 1.100 lojas, 820 unidades do Clinic Farma e mais de 20 mil colaboradores que atuam em 327 municípios.

PUBLICIDADE

No ano de 2019, a varejista farmacêutica registrou um lucro líquido ajustado de R$ 23,8 milhões no período, menor frente aos R$ 47,9 milhões de 2018 e aos R$ 107,4 milhões de 2017. Enquanto isso, a receita bruta teve alta de R$ 6,3 bilhões em 2017 e de R$ 6,59 bilhões em 2018 para R$ 6,79 bilhões em 2019.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado, por sua vez, totalizou R$ 259 milhões em 2019 e R$ 241,6 milhões em 2018.

Profissão Day Trader: Quer gerar uma renda extra? Nesta série gratuita, Pam Semezzato explica como se tornar um day trader. Inscreva-se!