Forte baixa

Após cair 19%, PagSeguro fecha com queda de 8% na Nasdaq após empresa negar possível compra do banco BV

Companhia afirmou que não pretende adquirir o banco e que “não há acordos assinados relacionados para fazê-lo”

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – As ações da PagSeguro apresentaram forte queda na Nasdaq, nos Estados Unidos, nesta quinta-feira (8), em meio à notícia de que a empresa estaria comprando o banco BV por R$ 16 bilhões.

Os papéis PAGS chegaram a cair 19% na mínima do dia, mas amenizaram após a empresa negar as informações, fechando o pregão com baixa de 8%, cotados a US$ 51,61.

Em comunicado enviado ao mercado, a PagSeguro afirmou que, por mais que a PagBank esteja sempre buscando novas oportunidades de investimento, a empresa não pretende adquirir o banco BV e que “não há acordos assinados relacionados para fazê-lo”.

“A empresa continua comprometida em criar o melhor banco digital do Brasil, fornecendo serviços financeiros e de pagamentos para comerciantes e consumidores. Estamos confiantes nas decisões que estamos tomando para garantir a sustentabilidade de nossos negócios nos próximos anos, amparados por uma forte cultura, impulsionada pela tecnologia e experiência do cliente”, completa a companhia.

A informação sobre a possível compra havia sido divulgada na tarde desta quinta pelo portal “Brazil Journal”, que disse ter conversado com duas fontes a par do assunto.

O Bradesco BBI havia avaliado a notícia como negativa para a PagSeguro, uma vez que, se confirmado, com o valuation citado de 1,6 vezes o preço sobre o lucro (P/B), a compra é cara dados aos 13% de retorno sobre o patrimônio (ROE, na sigla em inglês).

Em relatório, os analistas escreveram que os empréstimos do banco e a base de clientes não têm muita sobreposição com a base de clientes da PagSeguro, e que o potencial para sinergias “parece limitado”.

O time de análise citou ainda que o banco BV, que pertence ao Banco do Brasil (BBAS3) e à família Ermírio de Moraes, é focado principalmente em empréstimos para veículos e folha de pagamento, com uma carteira de empréstimos de varejo no valor de R$ 23 bilhões e outros R$ 2 bilhões relacionados a empréstimos corporativos. No primeiro trimestre do ano, o valor contábil do banco BV era de R$ 10 bilhões.

Além disso, o Bradesco BBI lembrou que a PagSeguro já comprou uma licença bancária, com a aquisição do banco BBN, em 2019.

Quer trabalhar como assessor de investimentos? Entre no setor que paga as melhores remunerações de 2021. Inscreva-se no curso gratuito “Carreira no Mercado Financeiro”.

Compartilhe