Estreia na bolsa

Ação da d1000 (DMVF3) estreia na B3 em queda

A empresa realizou seu IPO na última semana, captando cerca de R$ 400 milhões

arrow_forwardMais sobre
Drogasmil d1000 (Facebook/ Drogasmil)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A ação da d1000 (DMVF3) estreou na Bolsa brasileira com queda, fechando a R$ 15,58, uma baixa de 8,35%, com um giro financeiro de R$ 78,6 milhões.

A empresa realizou seu IPO na última semana, captando cerca de R$ 400 milhões. O valor de cada ação saiu a R$ 17, no piso da faixa indicativa de preço que ia até R$ 20,32.

A d1000 é uma rede de drogarias formada pelas aquisições das bandeiras Drogasmil, Farmalife, Drogarias Tamoio e Drogaria Rosário, com atuação no Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Tocantins.

Aprenda a investir na bolsa

A rede farmacêutica faz parte do Grupo Profarma, segunda maior distribuidora do país e listada no Novo Mercado B3 desde 2006. A Profarma é controlada pela família Birmarcker, que fundou a companhia no Rio de Janeiro em 1961.

A d100 é voltada para a comercialização de medicamentos, produtos de higiene pessoal, beleza e dermocosméticos e produtos de conveniência.

Aprenda a fazer trades com potencial de ganho de R$ 50 a R$ 500 operando apenas 10 minutos por dia: inscreva-se gratuitamente na Semana dos Vencedores