Forte alta

Ação da Copel fecha em alta de 4,7% com dividendo de R$ 1,4 bi e após não exercer direito de preferência na Compagas

Dois anúncios na última sexta-feira ajudam a impulsionar o papel.

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Destoando do dia negativo da Bolsa brasileira, as ações da Copel (CPLE6) tiveram um dia de fortes ganhos na Bolsa. Os papéis fecharam em alta de 4,68%, a R$ 6,94, enquanto o Ibovespa teve queda de 2,33%.

A companhia fez dois anúncios na sexta-feira que ajudaram a impulsionar o papel.

Ela informou, via fato relevante, que não exercerá direito de preferência na aquisição da participação acionária da Gaspetro na Compagas. A Compagas é a concessionária responsável pela distribuição de gás natural canalizado no Estado do Paraná, tendo como acionistas a Copel, com 51% das ações, a Gaspetro, com 24,5%, e a Mitsui, com 24,5%.

Além disso, divulgou o pagamento de proventos, no montante de R$ 1,4 bilhão, a serem pagos em 30 de novembro, sendo (i) R$ 1,1 bilhão em dividendos intercalares e (ii) R$ 239 milhões em juros sobre capital próprio (“JCP”), totalizando um dividend yield (valor do dividendo sobre preço da ação) de 8,1%. Os analistas da XP estimam um dividend yield de 14% em 2021.

Conforme prevê a política da companhia, os dividendos regulares do exercício são pagos no mínimo em dois eventos anuais, sendo o primeiro evento dentro do próprio exercício.

O segundo deverá ser definido após a aprovação das demonstrações financeiras do exercício de 2021.

Segundo os analistas da XP, a notícia da companhia recusando direito de preferência na aquisição da participação acionária da Gaspetro na Compagas é positiva dado que está em linha com a estratégia da companhia de desinvestir de ativos non-core e manter o o foco no seu core business de energia elétrica.

Os analistas mantiveram recomendação de compra para Copel com um preço alvo de R$ 7,50 por ação para CPLE6.

Conheça o plano de ação da XP para você transformar os desafios de 2022 em oportunidades de investimento.

PUBLICIDADE