Por dentro dos resultados

“Houve uma mudança estrutural no e-commerce e isso é bom para a Irani”, diz CEO

Sergio Ribas e o CFO da companhia, Odivan Cargnin, participaram de live do InfoMoney e falaram sobre o futuro do mercado de papel e embalagens no Brasil

SÃO PAULO — O aumento do consumo de produtos via e-commerce por causa da pandemia de coronavírus impulsionou os resultados da Irani Papel e Embalagem (RANI3) em 2020. Apenas no quarto trimestre, a empresa viu seu lucro líquido crescer 140% na comparação anual, com avanço de 25% da receita líquida.

Para 2021, a Irani segue otimista e foca em seu plano de investimentos para reduzir custos e melhorar a eficiência. “Essa possibilidade que a gente tem de exportar um pouco mais ou um pouco menos facilita a gestão da rentabilidade da empresa em função de uma eventual queda que se tenha por conta do mercado interno, principalmente no segmento de papel”, disse Sergio Ribas, CEO da companhia, em live do InfoMoney nesta terça-feira (16).

“Hoje somos a terceira maior [empresa do setor de papel e celulose] no Brasil e com um potencial de crescimento muito grande. Esse acho que é o nosso grande diferencial, a possibilidade que nós temos de dobrar o nosso Ebitda, triplicar o nosso Ebitda com os projetos que nós temos em carteira neste momento e aqueles que nós estamos pensando em fazer no futuro, que estamos na fase mais conceitual ainda. Há a possibilidade de ter upsides muito grandes para os nossos investidores”, completou.

A entrevista faz parte do projeto Por Dentro dos Resultados, no qual CEOs e outros executivos importantes de empresas da Bolsa comentam os balanços do quarto trimestre de 2020 e o desempenho anual das companhias, e falam também sobre perspectivas. Para não perder as próximas lives, que acontecem até o início de abril, se inscreva no canal do InfoMoney no YouTube.

Por Dentro dos Resultados
Participe do evento e baixe um ebook gratuito para aprender a identificar as melhores empresas da Bolsa:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

Odivan Cargnin, CFO da Irani, afirmou que o início de 2021 já mostra resultados fortes para o setor. “Olhando o ano passado, o PIB brasileiro caiu em torno de 4,5% e  o setor de papelão ondulado cresceu 5,5%. O setor sempre foi muito ligado ao PIB, antecedia o PIB. E ano passado houve essa ruptura. E agora no início do ano [de 2021], já temos 8,7% de crescimento acumulado em relação a janeiro e fevereiro do ano passado, quando ainda nem tinha a pandemia”, disse.

Os executivos falaram ainda sobre o projeto de investimento na Plataforma Gaia, que prevê entre outras coisas a autossuficiência energética da companhia, que poderá inclusive vender o excedente produzido de energia ao sistema. Eles também comentaram sobre a dinâmica de exportações, sendo que hoje já vendem para mais de 30 países.

Ribas e Cargnin também destacaram o potencial sustentável do papel como substituto ao plástico, num mundo cada vez mais preocupado com o meio-ambiente. Eles falaram ainda sobre como funciona a política de pagamento de dividendos da companhia, o repasse de preços em meio ao aumento de custo com as aparas e o perfil das dívidas da empresa. Assista à live completa acima.

Por Dentro dos Resultados
Participe do evento e baixe um ebook gratuito para aprender a identificar as melhores empresas da Bolsa:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.