Especial Setores

A “novata promissora” vs a ação que subiu 2.000% em 12 anos e um case polêmico: as apostas na bolsa para 2017

As perspectivas para os papéis foram feitas no “Especial Setores” do 2° semestre, que comentou nesta quarta-feira sobre as empresas de concessões, infraestrutura e locadora de veículos

Por  Paula Barra

SÃO PAULO – Depois de 10 programas ao longo de julho e a primeira semana de agosto (veja aqui todo o conteúdo), o “Especial Setores” do 2º semestre chegou ao fim nesta quarta-feira (2), com as análises das empresas de concessões, infraestrutura e as locadoras de veículos (Localiza e Movida).

Os convidados do programa de hoje foram Adriano Casarotto, analista da Western Asset, Adeodato Volpi Netto, estrategista-chefe da Eleven Financial, Paulo Frade, analista da Claritas, e Mário Avelar, gestor da Avantgarde Capital.

No primeiro bloco, a atenção ficou com as ações de concessões – CCR e Ecorodovias – que, embora esticadas, devem performar bem em meio à expectativa de queda da Selic; a Rumo, um papel que ainda traz muita incerteza para os analistas; e a Triunfo, um case controverso mas que tem sido defendido por Adeodato nos últimos meses como grande oportunidade na bolsa. 

Já no segundo bloco, as análises voltaram-se para Localiza, uma ação que subiu 2.000% desde 2005 na bolsa, mas que tem potencial para entregar ainda mais; e a Movida, uma “novata promissora”, que ainda pode destravar muito valor em meio à sua rápida expansão e capacidade de entregar resultados. 

Confira abaixo a íntegra do programa desta quarta-feira:

BLOCO 1: O “call” de juros na bolsa e o case controverso que ainda pode surpreender

BLOCO 2: A ação que subiu 2.000% em 12 anos versus a “novata promissora”: qual é a melhor aposta na bolsa?

Ontem, o programa comentou sobre as ações de autopeças, aviação (Gol e Azul) e a fabricante de aeronaves Embraer (veja aqui as análises). Há ainda outros 16 vídeos que foram produzidos para esse especial. Confira clicando aqui

Compartilhe