É dia 1 de agosto

A grande mudança no bitcoin está próxima: entenda o que irá acontecer e prepare-se

Uma disputa de desenvolvedores pode levar a um racha na moeda, que passaria a ser dividida em duas a partir de agosto

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Um dos assuntos mais comentados no mundo financeiro em 2017 é o bitcoin. A moeda digital vem tendo um forte crescimento nos últimos anos, e novos adeptos surgem todos os dias de olho no rali que ela vem passando, subindo 150% este ano. Mas é preciso ficar atento e dia 1 de agosto poderá marcar uma revolução no mercado.

Uma disputa de desenvolvedores pode levar a um racha na moeda, que passaria a ser dividida em duas a partir desta data. Apesar de ser uma história complexa, todos os investidores precisam ficar atentos para não perderem tudo que possuem.

Basicamente, o que acontece é que haverá uma atualização na moeda no dia 1º, mas dois grupos se formaram com diferentes propostas sobre o assunto, e nesta atualização pode ocorrer uma separação de ideias, fazendo o bitcoin se dividir em dois. Um destes grupos se comprometeu a ativar o chamado soft fork por meio da BIP 148 (Proposta de Melhoria do Bitcoin, na sigla em inglês).

PUBLICIDADE

Neste movimento, eles rejeitarão qualquer bloco da cadeia que não sinalizar suporte para o SegWit (Segregated Witness), uma proposta do grupo de desenvolvedores Core. Eles defendem que para descongestionar o blockchain, uma parte dos dados deve ser administrada fora da rede principal.

Eles afirmam que isso não só reduziria o congestionamento, mas também permitiria que outros projetos, entre eles os contratos inteligentes, fossem acrescentados ao bitcoin. Mas levar os dados para fora do blockchain diminui a influência dos mineradores, a maioria dos quais está na China e investiu milhões em torres de servidores gigantescas.

É por isso que a segunda corrente, formada principalmente pelos mineradores defende apenas aumentar o limite do tamanho do bloco. Para quem não está familiarizado com o assunto, é importante lembrar que em sua criação, foi colocado um limite para o bitcoin, onde se restringe o número de transações que podem ser processadas pela rede, e no atual momento de sucesso da moeda, tem se tornado um grande problema.

Neste cenário, se a maioria dos mineradores não sinalizar apoio ao SegWit em 1º de agosto, o bitcoin será dividido em dois. Nesse caso, haveria dois tipos de tokens da moeda, um que manterá as mesma características atuais e o outro com as novas características do BIP 148.

Para os investidores, é bom saber que neste ambiente, você passará a ter as duas moedas (mas não o dobro de moedas), ou seja, poderá ser usado os dois tipos de bitcoins. A questão é que existem alguns problemas, os dois principais são: a grande volatilidade que deve acontecer no mercado e o fato de que há um alto risco do investidor perder seu dinheiro.

Sobre a volatilidade, não há muito o que fazer. Especialistas apontam a necessidade de ficar calmo ao ver as oscilações nos dias após o acontecimento, e há quem acredite que seja uma boa estratégia vender tudo que tem agora para recomprar depois. Mas esta seria uma estratégia muito arriscada, já que não há certezas sobre o pós-BIP 148.

PUBLICIDADE

A questão mesmo é ficar atento à sua carteira. O investidor precisa se certificar que controla suas próprias chaves privadas. Caso armazene seus bitcoins em uma exchange ou uma carteira de custódia, o risco de haver uma confusão é grande, principalmente se estas empresas não estiverem totalmente preparadas, o que poderia levar a uma perda total do investimento.

Por isso, é importante que o investidor armazene seus bitcoin em uma carteira privada, onde ele possua suas próprias chaves. As mais confiáveis são aquelas carteiras de nó completos, já que passam por constante atualizações e aplicam todas as regras do protocolo. Outra alternativa para quem não vai usar as moedas e tem isso como um investimento de longo prazo é a carteira de papel.

É bom o investidor ficar bem preparado porque o ambiente ficará bastante conturbado nas próximas semanas, mas é possível passar por tudo isso sem perdas. Em geral, não tenha mais bitcoins do que você está disposto a perder e garanta que tem suas chaves privadas. A tempestade está chegando, e não é nem a primeira e nem será a última.