À beira da concordata, GM procura compradores para suas subsidiárias globais

Montadora norte-americana deve vender futuramente sua fatia em alemã e a marca Saturn; Chrysler nomeia novo CEO

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – À beira de um processo de concordata, a montadora norte-americana GM (General Motors) está à procura de compradores de suas unidades, uma vez que o prazo estipulado pelo presidente Obama para a empresa se reestruturar vence em menos de duas semanas.

Fontes próximas à gigante automotiva confirmaram que a Penske Automative Group, uma operadora dos EUA, uma concessionária do Reino Unido e o private-equity Black Oak serão os finalistas à compra da Saturn, subsidiária da GM.

Há rumores também que a fabricante de autopeças canadense Magna Internacional entre na disputa, mas associada com outra empresa do ramo. Contudo, na última quarta-feira (20), a companhia canadense negou estar interessada na Saturn.

Aprenda a investir na bolsa

Já na disputa pela Opel, o CEO da Fiat, Sergio Marchionne, afirmou que a montadora italiana detém 50% de chance de comprar a unidade alemã da GM.

Novo CEO da Chrysler

Agora associada à Fiat, a Chrysler nomeou Robert Kidder como seu novo CEO. Kidder já foi diretor executivo da Duracell e Borden Chemical, como também foi diretor chefe do Morgan Stanley e trabalhou na concorrente Ford.