"1 x 2"

A ação que já subiu 60% desde maio mas que tem potencial para dobrar de valor nos próximos meses

O case foi comentado na estreia do programa "30 minutos para se aposentar com ações", conduzido pelo analista Marco Saravalle na InfoMoneyTV

SÃO PAULO – Na edição de estreia do programa “30 minutos para se aposentar com ações”, o analista Marco Saravalle, da XP Investimentos, comentou sobre o cenário favorável que se abre para investimentos em bolsa em meio à expectativa de continuidade de queda da Selic. A projeção da corretora é que a taxa de juros encerre 2017 em 8% e na casa de 7% em 2018. Segundo ele, é preciso antecipar esse “momentum” positivo para alocação em renda variável e isso deve ser feito a partir de agora. 

No programa, ele comentou que é possível entrar no mercado de ações de maneira mais “segura”, podendo até utilizá-lo como um caminho para montar uma aposentadoria, olhando para empresas que, historicamente, geram valor aos acionistas e que são boas pagadoras de dividendos. 

PUBLICIDADE

Clique aqui e aprenda a montar sua própria carteira de dividendos

Guardadas as devidas proporções, o analista citou uma reportagem do site americano Nerd Wallet que aponta que evitar o mercado de ações aos 25 anos nos dias atuais pode “custar” US$ 3,3 milhões lá na frente ao investidor, quando for se aposentar aos 65 anos. Vale menção que trata-se de um estudo voltado ao mercado dos Estados Unidos.

Por fim, Saravalle trouxe também uma ação que chama de “1 x 2”, isto é, um papel com potencial para dobrar de valor, mas que, por isso, pode ser uma opção mais arriscada no mercado. No caso em questão, ele comentou sobre as ações da Usiminas, que, apesar da alta de 60% frente ao fundo de maio, ainda vê como uma opção “barata” na bolsa.

Para ele, essa é uma ação para se pensar em um início de namoro, dado o grande potencial de valorização que vê para os próximos meses. Um case para ser carregar por pelo menos um ano, comentou. 

O programa “30 minutos para se aposentar com ações” será exibido todas as sextas-feiras ao vivo às 11h40 na InfoMoneyTV.