Economia

A 4 meses da eleição, Cristina anuncia reajuste no ‘bolsa família’ da Argentina

O programa engloba crianças e adolescentes de até dezoito anos, filhos de pais desempregados ou que estejam na economia informal e não ganhem o suficiente para suas necessidades básicas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, anunciou nesta segunda-feira (15) reajuste no principal programa social da Argentina. A quatro meses da eleição presidencial, ela comunicou que enviará ao Congresso projeto de lei para que o programa, que mais se aproxima com o Bolsa Família no Brasil, seja reajustado duas vezes ao ano.

O programa engloba crianças e adolescentes de até dezoito anos, filhos de pais desempregados ou que estejam na economia informal e não ganhem o suficiente para suas necessidades básicas. A medida anunciada hoje beneficia 2,026 milhões de famílias. 

Cristina aproveitou para comunicar que esse programa, chamado de “Asignación Universal por Hijo”, terá um reajuste de 30%. 

Aprenda a investir na bolsa

O anúncio do novo projeto de lei foi realizado em cadeia nacional junto com outros anúncios da presidente, como obras que incluíram até a inauguração de um posto de combustível da petrolífera YPF.