Ações muito melhores

5 coisas para se atentar além do dividend yield na hora de escolher uma ação, segundo Luiz Barsi

O site Suno Research traz nesta segunda-feira (2) mais uma carta do megainvestidor Luiz Barsi

Por  Lara Rizério -

SÃO PAULO – Dando sequência aos artigos semanais da série “As Ações Garantem o Futuro”, o site Suno Research traz mais uma carta do megainvestidor Luiz Barsi, um dos maiores investidores pessoa física da BM&FBovespa, que dedicou as últimas semanas de dezembro para responder as dúvidas dos leitores.

Nas próximas semanas, as cartas ainda trarão as respostas das perguntas feitas por leitores, mas o relatório mais recente informa que o tópico de “perguntas e respostas”, que tinha sido aberto na página do Facebook da Suno Research, foi encerrado.

Confira abaixo as respostas de Luiz Barsi às dúvidas dos leitores:

Nos relatórios mais recentes temos tratado de dúvidas dos leitores. 

Durante esta interação com os leitores recebemos centenas de perguntas. Tentamos responder todas as dúvidas que recebemos. 

Obviamente, muitas perguntas são de natureza semelhante, apenas mudando a forma da pergunta mas seu conteúdo é semelhante. Neste caso escolhemos uma delas. 

O tópico de perguntas e respostas foi encerrado, mas ainda serão publicadas nas próximas semanas as respostas das perguntas que foram feitas. 

Em seguida, voltaremos a nos aprofundar sobre assuntos específicos de suma importância ao investidor. No futuro pretendemos abrir para perguntas novamente. 

Para saber quando iremos abrir novamente para perguntas, curta nossa página no Facebook: Suno Research. O conteúdo relacionado a investimentos que produzimos está tendo um engajamento intenso com nossa base de leitores. 

Seguem as perguntas: 

Fabricio Forte: Qual o valor mínimo de Dividendo Yield que uma empresa deve pagar para ser considerada como boa oportunidade de investimento?

Não existe parâmetro. O dividend yield deve ser compatível com as demais opções de mercado. O dividendo concorre com a alavancagem (títulos públicos). 

A empresa pode ter um yield de 5-6%, mas se ela estiver em uma trajetória que permita que essa distribuição seja maior no futuro, pode ser interessante. Eu vou te dar um exemplo: nós chegamos a comprar Eletrobras na casa do R$5,00-6,00. E ela não pagou dividendo, ela não teve yield. 

Mas hoje negocia na casa dos R$ 26, pois com uma nova gestão começa a se desenhar avanços na empresa que potencialmente permitirão a distribuição de dividendos no futuro .  

Então o dividend yield e a atratividade de um ação dependem de muito de outros fatores, como: regularidade, setor de atividade, a posição da empresa no setor, perspectiva de crescimento e sua gestão.

Tiago Leitão: Barsi, o que acha da Eletropaulo? Historicamente sempre pagou bons dividendos. Hoje devido à crise não está pagando, mas a ação está muito barata. Será que é um bom investimento à longo prazo?

Eu acho que a Eletropaulo é uma empresa que tem uma potencialidade extraordinária. Afinal de contas, é a maior distribuidora de energia elétrica da América Latina e tem um território de distribuição extraordinário. Não há dúvida nenhuma, ela vai se recuperar. 

Agora, eu não sei se ela vai pagar aqueles dividendos generosos que ela pagou no passado.  Em uma análise comparativa o dividend yield não caiu tanto, pois o papel caiu muito. Eu mesmo recebi recentemente dividendos dela. Eu acho que Eletropaulo é uma opção muito boa. Agora, é uma empresa que está no segmento de distribuição, que é o segmento mais oneroso para uma empresa do setor elétrico. 

A Taesa tem um preço mais convidativo e está em um segmento mais nobre do setor elétrico, a transmissão.  Então, você deve avaliar as demais alternativas. Na faixa de R$6,00 eu compro Eletropaulo. Fora disso eu não compro. E as ações que eu tenho comprei todas nessa faixa entre os R$ 5,00-7,00. Se não voltar a este preço, não tem problema. Existirão outras empresas para investir. 

Fernando Souza: Vivendo em País onde mais de 50% da população vive endividada, onde nossas futuras gerações não são educadas financeiramente, você conhece exemplos de pessoas que passaram de endividadas para serem investidoras? 

Honestamente, eu não conheço pessoas que passaram por uma reviravolta.  Eu conheço pessoas que passaram pelo contrário. Pessoas que até fizeram dinheiro na bolsa, mas acabaram perdendo dinheiro. 

Alguém que era super endividado e se salvou no mercado, eu não tenho lembrança.

Flavia Freitas: Há algum tempo o senhor recomendou a compra de ações da Cemig. Qual a opinião do senhor sobre as ações da empresa nesse momento? As ações estão muito melhores para comprar agora do que antes?

Lamentavelmente, a Cemig continua a mesma coisa, não mudou nada. A única coisa que mudou foi a gestão e o controlador. O Controlador passou a ser o mesmo que controlava a Petrobras, que é o PT. E o mercado interpreta que ela pode ter o mesmo destino que teve a Petrobras. 

Agora, na hora que ela não tiver mais este controlador, a minha sensação é que a Cemig pode voltar a ser o que era. 

Miriam Yamada: Barsi, fiquei viúva recentemente e tenho alguma economia, gostaria de saber que ações devo aplicar para garantir a minha aposentadoria?

Você deve comprar o melhor papel. Porque se você comprar dez empresas, você vai comprar uma ou duas boas alternativas e as demais não serão tão boas. 

A carteira deve ser formada com um bom papel, e seguir com ele enquanto for uma opção válida. (Em relatório de novembro, a Taesa foi descrita como a melhor oportunidade atualmente)

Conforme conseguir economizar os dividendos, e novas alternativas surgirem, você vai comprando outras ações. Ao longo do tempo você terá uma carteira diversificada de ótimas pagadoras de dividendos. 

Roni Motta: Como se comportar, quando você tem o plano de comprar uma certa quantidade de ações de uma empresa de sua escolha, e a mesma começa a cair de preço? 

Quando eu opto por comprar uma ação eu tenho já em mente em preço. Este preço já é considerado bom considerando os fundamentos daquele empresa. 

Nós compramos perspectiva de resultado. E para analisar a perspectiva é necessário analisar todos os fundamentos. Então, quando eu compro um determinado papel e por consequência de fluxos de mercado suas ações caem, eu compro mais. Uma ação mais barata irá me proporcionar melhor resultado do que uma ação mais cara. 

Manual dos Dividendos: inscreva-se e aprenda com o estrategista-chefe da XP uma estratégia simples e poderosa para viver de renda

Compartilhe