Em karsten

Karsten sobe 170% na Bovespa após revelar negociações confidenciais ao mercado

Após subir 60% na véspera, ação da empresa de cama, mesa e banho, sobe mais 69% nesta terça-feira; companhia foi obrigada a revelar "segredo" aos investidores após disparada na Bovespa

Cama Karsten
(Site da Karsten)

SÃO PAULO - As ações da Karsten (CTKA4) voltam a disparar na Bovespa nesta terça-feira (22), repercutindo o fato relevante divulgado na noite anterior, no qual revelava que a fabricante de itens de cama, mesa e banho está negociações confidenciais para um aumento de capital, cujo montante poderia chegar a até 6 vezes seu valor de mercado.

Até as 10h56 (horário de Brasília) desta terça, as ações preferenciais da companhia chegaram a subir 69,06% na sua máxima do dia, quando bateu em R$ 1,30 - maior patamar desde junho do ano passado. Somada com a alta de 60,4% de ontem, a companhia acumula ganhos na faixa de 170% em apenas dois dias. O volume financeiro movimentado pelos papéis CTKA4 nesta quase 1 hora de pregão já chega a R$ 506,6 mil, muito acima da média diária dos últimos 21 pregões (R$ 6,3 mil).

Após a disparada sem motivo na última segunda-feira, a BM&FBovespa pediu esclarecimentos à Karsten. Mas diferente da tradicional resposta "desconhecemos o motivo para tal oscilação", a companhia abriu o jogo e disse que havia sim algo em trâmite: ela está em negociação com seus controladores e alguns investidores para um aumento de capital privado e, tendo em vista a disparada repentina de suas ações, achou mais prudente abrir a informação ao mercado.

"A companhia informa que vem mantendo confidencialmente tratativas para uma possível capitalização por meio de um aumento de capital privado, que podem envolver montantes da ordem de R$ 40 a R$ 60 milhões", disse em fato relevante a empresa, que até ontem valia cerca de R$ 10 milhões na Bovespa. "A companhia preferia manter em sigilo essas tratativas, mas entende que é prudente comunicá-las ao mercado nesse momento em vista da oscilação atípica acima mencionada", complementa.

O comunicado arquivado na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) traz ainda que o aumento de capital está sendo discutido com os acionistas controladores e "determinados investidores que se comprometeriam a participar do referido aumento", mas que até o momento nada foi acordado entre eles. "A companhia não sabe qual foi o motivo que ocasionou tal oscilação e confirma que, exceto pela potencial operação acima informada, desconhece qualquer outro fato relevante que esteja pendente de divulgação", diz a Karsten.

Por fim, a Karsten informa que todos os acionistas terão direito de preferência para subscrever qualquer aumento privado de seu capital que venha a ser eventualmente aprovado.

 

Contato