EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em franquias

Ele passava noites em saco de dormir no escritório; hoje fatura R$ 79 milhões

Aos 21 anos, ele abriu a primeira franquia da rede em que hoje tem sociedade

Thiago Espana
(Divulgação)

SÃO PAULO - Desde os 17 anos, o empresário Thiago Espana tem afeição pela língua inglesa. Esta foi a idade com que realizou seu primeiro intercâmbio em San Raphael, perto de San Francisco, nos Estados Unidos. Desde então, foi estudar ou trabalhar temporariamente fora do Brasil outras duas vezes. Foram estas experiências que o levaram à sua atual atividade profissional: sócio da rede de franquias World Study, que alia cursos para diversas fases do aprendizado a oportunidades profissionais no exterior. 

Aos 21 anos, em seu último intercâmbio, Espana foi contratado para trabalhar como assistente de garçom, mas recebeu uma espécie de promoção para a área de eventos por comprovar habilidade avançada no inglês. "Percebi o potencial de crescimento do ramo de intercâmbio [aliando trabalho e curso] naquele momento e vi uma baita oportunidade de negócio", conta ele. No mesmo ano, voltou ao Brasil e conheceu a rede da qual viria a se tornar sócio. 

"Abri a primeira unidade no Rio de Janeiro na Barra", conta o empresário. Na época, ficou tão empolgado com a nova atividade que passava noites dormindo no escritório para otimizar o trabalho.

"Não sei precisar as horas de trabalho, mas o que começou a acontecer é que eu trabalhava até as 3 da manhã, empolgado e tal. Quando ia pra casa (Morava na Tijuca, demorava entre 30 e 40 minutos), acabava perdendo muito tempo, indo dormir tarde e só chegando de volta pra trabalhar lá pra meio dia. Aí um dia fiquei com preguiça e dormi lá", conta ele. "Achei bom pra caramba que as 9 já estava trabalhando de novo. E aí comecei a fazer isso algumas vezes. E achei melhor levar um saco de dormir pra lá, pra dormir melhor", continua. Essa rotina se repetia entre duas e três vezes na semana, até que alugou um apartamento em frente ao escritório.

Mas a rotina pesada não o desanimou. Thiago chegou a abrir mais uma unidade da rede em Niterói e outra no Leblon antes de virar sócio da empresa como um todo. Hoje, a empresa fatura R$ 79 milhões anualmente. 

Fundada em 1998, a World Study conta atualmente com dois escritórios na Austrália, um na Irlanda e um nos Estados Unidos, além de 40 no Brasil. A rede oferece cursos para estudantes desde adolescentes até o MBA, e conta com um projeto em parceria com o governo canadense, chamado TRUE Canadá (programa de estudo e trabalho por até um ano no Canadá). No plano, o aluno estuda inglês por 4 meses e pode trabalhar legalmente por 12 meses.

Quer investir para fazer intercâmbio? Abra uma conta na XP.

Contato