Em franquias

Passo a passo: quanto custa abrir a maior franquia do país e o que é necessário

A marca possui um total de 3.730 unidades abertas em todo o Brsail

O Boticário - Franquia - Negócios
(Divulgação)

SÃO PAULO – Um estudo da ABF (Associação Brasileira de Franchising) divulgado no início de janeiro reuniu, das 1.300 marcas associadas um estudo com perfis das 50 maiores franquias do país.

Apesar de o setor de alimentação ser o predominante no levantamento, correspondente a 36% de todas as apontadas, a maior franquia do Brasil, com 3.730 unidades abertas, é O Boticário, do setor de saúde, bem-estar e beleza.

Para abrir uma franquia da marca, segundo informações do próprio site d’O Boticário, é necessário um investimento a partir de R$ 510 mil reais. Esse valor já inclui o capital de instalação da loja e capital de giro.

A loja da marca deve ter uma área mínima de 36 m² e cerca de 6 funcionários. Além disso, ela deve estar dentro dos padrões de localização da empresa, o que significa que existe uma seleção de lugares.

Entre os pré-requisitos para ser um franqueado estão: dedicação integral e exclusiva aos negócios da franquia, graduação concluída na área de gestão de negócios, experiência de 12 meses no setor de varejo e, se possível, pós-graduação ou especialização em Gestão de Negócios ou Marketing.

O faturamento médio de uma loja d’O Boticário é de R$ 70 mil por mês, sendo que o prazo de retorno do investimento é de 18 a 36 meses.

Os interessados em abrir uma franquia da marca devem realizar um cadastro na página de franquias d’O Boticário e preencher um formulário. Depois disso, a empresa irá analisar as informações fornecidas e caso a resposta seja positiva, entrar em contato com o futuro franqueado.

Alternativa
Além de ser um franqueado, é possível ser um revendedor dos produtos da marca. Para isso, alguns dos requisitos são: ser maior de 18 anos e ter um CPF próprio. Mais informações sobre como ser um revendedor estão no site d’O Boticário.

 

Contato