Em educacao / guias

Finanças pessoais: você já parou para pensar aonde vai o seu dinheiro?

Não conhecer seu padrão de despesas impede um planejamento eficiente e pode levar ao desequilíbrio financeiro

SÃO PAULO - Uma sensação frustrante que muita gente tem, todas as vezes que observa seu extrato bancário, é notar que, rapidamente, o salário depositado parece desaparecer. Mesmo com dinheiro entrando na conta, sempre fica a impressão de que, no melhor dos casos, o saldo do final do mês parece não mudar em relação ao mês passado.

É nessas horas que vem à mente a inevitável pergunta: para onde foi o seu dinheiro? Sem muito controle da situação, você nota que fica difícil responder, de forma precisa, onde seu salário foi gasto!

Saber onde o dinheiro foi gasto é essencial
Contabilizar os gastos pessoais é algo que a maioria deixa de fazer todos os meses. Uns por pura preguiça ou falta de tempo; outros, porque acham que administrar as contas é realmente impossível.

Saber para onde vai seu dinheiro é essencial para quem deseja economizar e colocar a casa em ordem. Em geral, as pessoas bem-sucedidas financeiramente são aquelas que têm um controle de suas contas e sabem para onde vai boa parte do dinheiro gasto.

Saber onde economizar exige organização
Só existe uma maneira de conseguir poupar: gastar menos do que você ganha. Se, na sua conta bancária, não sobra nenhum real no final do mês, você tem duas opções: cortar despesas ou aumentar as receitas.

Certamente a forma mais fácil é reduzir os gastos. Mas, para saber quanto é possível economizar todos os meses, a melhor dica é elaborar uma planilha de receitas e despesas, relacionando os principais gastos mensais. Somente assim você vai conseguir identificar melhor quais as despesas que consomem a maior parte do seu orçamento e onde é possível efetuar alguns cortes.

Planilha de gasto é a chave do problema
Elaborar uma planilha de controle de gastos é mais fácil do que parece. Basta criar duas colunas, relacionando todas as suas receitas e as suas despesas, de forma que possa calcular o saldo líquido (quanto falta ou sobra no final do mês).

O segredo é dividir em categorias, como alimentação, supermercado, roupas, empregada doméstica, gastos com o automóvel e lazer. Assim você saberá quanto está gastando com cada categoria e poderá identificar qual item deve ser cortado de suas despesas.

No final dessa tarefa, vale a pena dividir todos os grupos de gastos pela sua receita e descobrir as porcentagens de cada categoria. Se você gasta R$ 450,00 por mês com supermercado e ganha R$ 1.500,00, por exemplo, 30% de sua renda está sendo direcionada para esse tipo de despesa.

Por outro lado, quem não economiza nada no final do mês, mas gasta R$ 150,00 com a conta do celular e ganha R$ 1.500,00, compromete 10% do orçamento com esse grupo de gastos. Um exagero. É preciso controlar o tempo no telefone ou optar por usar mais o telefone fixo.

Disciplina é fundamental na hora de controlar as contas
Quem quiser colocar as contas em ordem e saber para onde está indo seu dinheiro deve ter disciplina para monitorar os gastos. É trabalhoso e às vezes bastante chato, mas certamente o resultado irá recompensar o tempo perdido durante o mês.

À medida que você for controlando sua vida financeira, os benefícios começarão a aparecer. Cuide de seu dinheiro, pois somente você sabe o quanto é difícil ganhá-lo!!

 

Contato