Em educacao / guias

Operações de financiamento e caixa: vencimento de futuros impacta na Bovespa

Entenda melhor como o vencimento no mercado de Ibovespa futuro pode afetar o mercado à vista de ações

SÃO PAULO - Quem segue de perto o mercado de ações sabe que, em datas próximas do dia de vencimento de contratos futuros de Ibovespa na BM&F, o mercado à vista fica mais volátil. Isso ocorre principalmente em função da movimentação de investidores que tomaram posições nos dois mercados, e, com a proximidade do vencimento dos futuros, acaba alterando também sua posição no mercado à vista.

As principais operações realizadas neste contexto são as de caixa e financiamento, que, no fundo, são operações sintéticas de renda fixa. Este investidor, mais do que tomar o risco do mercado de ações, está explorando uma oportunidade com taxas de juros, se aproveitando de uma possível arbitragem de mercado.

Operação de financiamento
Em uma operação de financiamento, o investidor compra ações no mercado à vista e vende, ao mesmo tempo, contratos no mercado futuro. Ao fazer isso, ele está fixando um retorno para o valor que foi aplicado no mercado à vista, como se fosse uma operação de renda fixa.

Para realizar esta operação no mercado brasileiro, os investidores utilizam, no mercado futuro, o contrato futuro de Ibovespa negociado na BM&F. Em contrapartida, como não existe o ativo "Índice Bovespa" no mercado à vista, o ideal é montar uma carteira de ações com a composição mais próxima possível do índice.

Ao adotar posição inversa nos dois mercados, o investidor está praticamente eliminando o risco inerente ao mercado de ações na operação, desde que tenha montado a estratégia comprando e vendendo a quantidade certa de cada ativo. Se o Ibovespa subir, ele ganha no mercado à vista e perde no futuro, com o inverso ocorrendo se a bolsa cair.

Impacto no mercado
O motivo para realizar esta operação é simples: a diferença que existe entre o Ibovespa futuro e o Ibovespa à vista é, no fundo, equivalente a uma taxa de juro. Esta operação vale a pena, portanto, se esta taxa for superior àquela que pode ser obtida em operações "tradicionais" de renda fixa.

Como este investidor realizou esta operação dentro de uma ótica de renda fixa, com o vencimento do contrato de Ibovespa futuro, ele pode não ter interesse em manter as posições. Assim, com o vencimento da parte da operação em que ele está vendido, ele também busca fechar a outra ponta. Isso significa vender as ações que possui no mercado à vista.

A situação pode criar pressões sobre o mercado à vista, deprimindo as cotações. O efeito pode ser mais significativo em ações que, mesmo fazendo parte do Ibovespa, têm menor liquidez, dado o impacto que as ordens de venda podem ter em um mercado menos líquido.

Operação de caixa
O inverso do financiamento é a operação de caixa. Nela, o investidor vende no mercado à vista e compra no mercado futuro. Por exemplo, um investidor precisa de recursos por um período curto de tempo e não quer se desfazer de sua carteira de ações, pois acredita no potencial do mercado no médio prazo.

Ao vender as posições que tem no mercado à vista e comprar futuros, ele pode estar se financiando a uma taxa mais baixa do que seria obtida em um empréstimo no banco, por exemplo. Neste período, vale lembrar, ele não se beneficiará de potenciais ganhos do mercado de ações.

Quem transaciona
Em geral, tanto as operações de caixa como de financiamento são realizadas por investidores institucionais e tesourarias de instituições financeiras, que acompanham de perto tanto os mercados de ações como de renda fixa e podem se aproveitar de oportunidades de arbitragem.

Também os volumes envolvidos podem ser elevados, tanto em função do alto valor necessário para negociar com contratos futuros de Ibovespa na BM&F como da quantidade de ativos que deve ser comprada ou vendida no mercado à vista para replicar o desempenho do Ibovespa.

Desta forma, embora seja tecnicamente possível para um investidor pessoa física realizar estas operações, a grande maioria dos negócios é direcionada por investidores institucionais. Os efeitos destas operações, porém, são sentidos por todos os investidores, mesmo aqueles que sequer conhecem como funciona o mercado futuro.

 

Contato