Em educacao / guias

IFR: saiba como usar esta ferramenta da análise técnica para se guiar no mercado

Além de confirmar tendências de mercado, o Índice de Força Relativa pode ajudar a identificar possíveis pontos de reversão

SÃO PAULO - O uso da análise técnica no mercado acionário pode ser muito útil para guiar o investidor e dar assistência na hora da tomada de decisões. Esta importante ferramenta, que utiliza principalmente gráficos para mostrar visualmente os movimentos do mercado, é composta também por diversos indicadores estatísticos.

O Índice de Força Relativa, ou IFR, como é mais conhecido, é um dos indicadores mais utilizados pelos analistas técnicos. Através dele é possível confirmar tendências de mercado, identificar possíveis pontos de reversão e ter uma noção de quando o mercado está comprado ou vendido.

Pontos relevantes do IFR
O IFR oscila dentro de uma escala que vai de 0 a 100, sendo que alguns analistas afirmam que oscilações acima dos 70 pontos indicam que o mercado está "comprado" e oscilações abaixo dos 30 pontos indicam que o mercado está "vendido". Além disso, em tendências de alta, o mercado pode ser considerado comprado acima dos 80 pontos, enquanto em tendências de queda o mercado pode ser considerado vendido abaixo dos 20 pontos.

É interessante citar também que alguns analistas acreditam que as indicações mais relevantes do IFR, como Failures Swings e as divergências que veremos a seguir, ocorrem acima dos 70 pontos e abaixo dos 30 pontos. Além disso, as divergências são consideradas as indicações mais sólidas do IFR.

Top e Bottom Failure Swing
Alguns padrões observados no comportamento do IFR, que é considerado como um oscilador, assim como o Momentum, podem nos dar indicações muito importantes dos rumos do mercado. Por exemplo, o Top Failure Swing, ou uma falha na oscilação de alta, pode indicar uma reversão da tendência de alta.

Este movimento ocorre quando um topo no IFR, acima dos 70 pontos, falha em exceder o topo anterior numa tendência de alta e é seguido pelo rompimento de um fundo anterior. No gráfico avaixo, isso oorre no ponto B.

Em sentido contrário, o Bottom Failure Swing, que é uma falha na oscilação de baixa, pode indicar uma mudança na tendência de queda para uma tendência de alta. Esta reversão pode ser identificada quando um fundo, abaixo dos 30 pontos, excede o fundo anterior em uma tendência de queda, como no ponto A do gráfico abaixo, e é seguido pelo rompimento de um topo anterior.

Muita atenção às divergências
Além dos movimentos de Top e Bottom Failure Swing, existe outra, e talvez mais importante, maneira de se identificar reversões de tendências através do IFR. Atente para as divergências!

Quando uma divergência entre o IFR e a linha de preços (gráfico de barras ou candlestick) é percebida, ou seja, a linha de preços está apontando alta e o IFR não, e caso isso ocorra acima dos 70 pontos ou abaixo dos 30 pontos, pode ser um importante aviso para o investidor ter cautela, já que esta divergência poderá indicar uma reversão da tendência previamente identificada.

Além disso, alguns analistas também utilizam a linha dos 50 pontos como suporte no caso de tendência de queda e ou como resistência do caso de uma tendência de alta. Há também analistas que apostam na compra quando o IFR está acima dos 50 pontos ou na venda, quando o IFR está abaixo dos 50 pontos.

Aguarde movimentos de confirmação
É importante ressaltar que, quando a tendência definida é muito forte, o IFR tende a ter oscilações igualmente fortes, de forma que ele poderá proporcionar uma leitura errada do mercado. Por exemplo, em uma tendência muito forte de alta, ele vai indicar com maior freqüência que o mercado está comprado, por isso, é preciso cautela na hora de liquidar as posições em tendências ainda lucrativas.

Desta maneira, é mais seguro esperar alguns movimentos antes da tomada de decisão. Assim, quando um movimento entra na zona comprada, acima dos 70 pontos, este é apenas um primeiro aviso, aguarde o movimento seguinte. Se este falhar em confirmar o movimento anterior, então uma provável divergência pode estar sendo observada.

Se em seguida o IFR se mover para a direção oposta do movimento observado e romper o fundo anterior, então o Top Failure Swing estará confirmado. Em sentido oposto, caso o primeiro movimento entre na zona vendida, abaixo dos 30 pontos, e o segundo movimento não o confirmar e romper o topo anterior, temos então a confirmação do Bottom Failure Swing.

Combine indicadores
Em análise técnica, as decisões tomadas são bastante pessoais e dependem principalmente do perfil do investidor, quanto ele está disposto a arriscar em troca de um determinado retorno, mas caso você opte por mais segurança na hora de operar através da análise técnica, analistas sugerem a combinação de gráficos e indicadores.

Assim, ao utilizar o IFR você também pode utilizar as médias móveis num gráfico de candlestick. Simultaneamente, a utilização dos conceitos de suporte e resistência e das linhas e canais de tendência podem proporcionar a você ainda mais segurança. Lembre-se que, quando uma tendência ou ponto de reversão é identificado e confirmado em mais indicadores, mais segura será a tomada de decisão.

Se você quer aproveitar as oportunidades que Bolsa está apresentando, clique na imagem abaixo e assista a um curto vídeo onde o analista André Moraes compartilha 3 dicas que podem fazer toda a diferença na hora de operar!

As 3 Dicas Que Eu Gostaria De Ter Recebido Quando Comecei na Bolsa

 

Contato